Botafogo

Luís Castro critica condições para treinar: "Piso é bom para estacionar carros"

Luís Castro critica condições para treinar: "Piso é bom para estacionar carros"

Em conferência de imprensa, Luís Castro não deixou nada por dizer. Criticou as condições do centro de treinos do Botafogo e, na sequência do recente episódio da invasão desse espaço por fãs insatisfeitos com a equipa, garantiu: "Adeptos nunca me assustaram".

O treinador português, de 60 anos, foi muito crítico para com as condições de trabalho oferecidas pelo centro de treinos do clube. "Tem um piso duríssimo, que é bom para estacionar carros", ironizou, sendo que ele pode potenciar o surgimento de problemas físicos nos jogadores do plantel. "Não tem as condições mínimas", resumiu.

Luís Castro lamentou, ainda, a distância entre o centro de treinos onde trabalha a equipa principal e a academia do clube e assumiu que, nos últimos jogos, implementou algumas nuances no estilo de jogo da equipa, lembrado que "o Botafogo não cumpriu a pré-temporada com esta equipa técnica".

Sobre a invasão de adeptos ao centro de treinos, em meados deste mês, na sequência de uma série de quatro derrotas seguidas da equipa no Brasileirão, o técnico relativizou-a. "Os adeptos nunca me assustaram. Não me esqueço da forma como receberam, quando cheguei, nem do dia em que me insultaram. Isso faz-nos pensar o futebol e no que representamos para as pessoas", disse.

Aquando desse episódio, Luís Castro surpreendeu ao enfrentar os adeptos, lembrando-lhes que "lutar não é sinónimo de ganhar".

Desde esse episódio, o Botafogo venceu o São Paulo e o Internacional e subiu ao 7.º posto do Brasileirão. No domingo, o 'Fogão' recebe o Fluminense, em jogo relativo à 14.ª jornada do campeonato.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG