Liga dos Campeões

Luz de Lisboa para dar a bênção a um novo rei da Europa

Luz de Lisboa para dar a bênção a um novo rei da Europa

Novo campeão europeu será conhecido no dia 23. Barcelona e Bayern são os únicos que podem repetir o feito.

Chamar-lhe "um prémio para os profissionais de saúde" talvez tenha sido desajustado, mas há algo implícito nessa afirmação de António Costa e que a partir de hoje se reveste ainda de mais sentido, quando todo o futebol se virar para Lisboa. A pandemia de covid-19 não se resumirá apenas a derrotas, ao desânimo, ao cansaço. Como dano colateral, também fará de Portugal o centro do Mundo desportivo nos próximos meses, com os melhores do futebol, do automobilismo e do motociclismo a contarem os dias para serem felizes por cá.

A definição da Liga dos Campeões, num formato inédito e também por isso tão apetecível, é o prato-forte, mas também o ponto de partida. Porque a Lionel Messi, Neymar, Mbappé, Kevin de Bruyne ou Pep Guardiola, seguir-se-ão Lewis Hamilton, Sebastian Vettel, Max Verstappen, Marc Márquez ou Valentino Rossi. Para além do maior troféu de futebol a nível de clubes, também os títulos mundiais de Fórmula 1 e Moto GP podem ser definidos deste lado da Península Ibérica, em outubro e novembro, respetivamente. E isso não é coisa pouca, quando se trata de três eventos transmitidos para mais de 200 países e com fãs em todo o Mundo. Só os sete jogos que definirão a Champions, cuja final está prevista para dia 23, podem chegar a mais de 400 milhões de pessoas, e se a essa se juntarem as audiências de outros milhões que, normalmente, assistem aos grandes prémios de F1 e Moto GP, então imaginar a atenção que Portugal receberá nos próximos tempos deixa de ser um mero exercício de adivinhação. A começar esta quarta-feira.

Campeão inédito à vista?

Era para ser na Turquia, mas, graças ao coronavírus, o vencedor da Liga dos Campeões será conhecido pela terceira vez em Portugal, concretamente no Estádio da Luz, onde a final se disputa, e há fortes possibilidades de haver um novo nome na lista dos campeões. É que dos oito clubes ainda em prova, apenas Barcelona e Bayern Munique conquistaram o troféu - e um deles ficará imediatamente pelo caminho porque se defrontam nos quartos de final -, enquanto entre os restantes só o Atlético de Madrid sabe o que é disputar a final. Também já é certo, portanto, que um dos finalistas desta edição nunca ganhou a competição. Por outro lado, as possibilidades de haver um novo treinador campeão europeu são ainda maiores, já que dos presentes só Pep Guardiola o conseguiu: se o repetir, com o Manchester City, junta-se à lista, muito restrita, dos que já ganharam esse título em três ocasiões.

O primeiro apurado é conhecido já hoje, a partir das 20 horas, com a fantástica Atalanta, de Gasperini, empolgada para continuar a surpreender, desta vez perante o PSG, de Neymar e Mbappé.

PUB

Polícia precavida

Apesar de todos os jogos decorrerem à porta fechada, todo o cuidado é pouco e as autoridades policiais estão preparadas para lidar com adeptos e para assegurarem o cumprimento das regras sanitárias em vigor. "A operação visa a ordem pública, a tranquilidade e a segurança dos jogos e de todas as atividades relacionadas com o jogo. Há um planeamento num contexto diferente, mas com medidas reforçadas", frisou o comandante Paulo Pereira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG