Futebol

Manchester City goleia Liverpool e reforça liderança

Manchester City goleia Liverpool e reforça liderança

O Manchester City, com os portugueses Bernardo Silva, João Cancelo e Rúben Dias no onze, venceu (4-1) este domingo fora o Liverpool, aproveitando os deslizes dos seus perseguidores para se destacar no topo da Liga inglesa.

Depois de um penálti falhado na primeira parte, aos 37 minutos, pelo alemão Ikay Gündogan, a formação comandada por Guardiola chegou à vantagem neste encontro da 23.ª jornada da Premier League logo no arranque do segundo tempo, com o jogador de ascendência turca a redimir-se do falhanço anterior.

O egípcio Mohamed Salah ainda empatou para o Liverpool (privado de Diogo Jota, por lesão), de penálti, aos 63, depois de ter sido puxado por Rúben Dias, que viu amarelo no lance, mas Gündogan voltou a adiantar os citizens aos 73, bisando no jogo.

Depois, Ryan Sterling, após assistência de Bernardo Silva, e Phil Foden, aos 76 e 83 minutos, fixaram o resultado, que aumenta a vantagem do City no primeiro lugar da Premier League, com 50 pontos em 22 partidas disputadas (tem um jogo em atraso).

Além da vitória sobre o campeão Liverpool, que é o quarto classificado com 40 pontos, o Manchester City tirou ainda proveito do empate caseiro do Manchester United, segundo classificado, com 45 pontos, frente ao Everton (3-3), no sábado, e do empate do terceiro, o Leicester (43 pontos), contra o Wolverhampton.

A turma orientada pelo técnico luso Nuno Espírito Santo, com cinco portugueses na equipa inicial, Rui Patrício, Nelson Semedo, Ruben Neves, João Moutinho e Pedro Neto, e com Fábio Silva como suplente utilizado, empatou 0-0 na receção ao Leicester.

A equipa treinada por Nuno Espírito Santo, que já assumiu estar a passar a pior fase desde que chegou ao comando do Wolverhampton, em 2017, ainda quando o emblema militava no Championship (segundo escalão), segue no 14.ª posto, com 27 pontos.

PUB

Antes, o Tottenham, treinado pelo português José Mourinho, regressou aos triunfos, ao vencer por 2-0 na receção ao West Bromwich.

Harry Kane, que regressou após lesão, voltou a assinar um golo para o Tottenham, que ficou em branco nos últimos dois jogos, aos 54 minutos, após passe de Hojbjerg, tendo o sul-coreano Heung-min Son marcado o segundo, quatro minutos depois, no culminar de um contra-ataque conduzido por Lucas Moura.

Com este triunfo, o terceiro nos últimos 11 jogos, a formação londrina, com um encontro em atraso, subiu provisoriamente ao sétimo lugar, com os mesmos 36 pontos do Chelsea, que visita o lanterna-vermelha Sheffield United.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG