Futebol

Manchester City vence Leicester e fica a um ponto do segundo lugar

Manchester City vence Leicester e fica a um ponto do segundo lugar

O Leicester esteve a vencer em casa do Manchester City, mas o campeão inglês recuperou e impôs-se por 3-1, ficando a somente um ponto do segundo lugar.

Com os reds a disputar a final do mundial de clubes no Qatar, com o Flamengo de Jorge Jesus, os citizens amealharam o seu 38.º ponto, a um do Leicester, enquanto o Liverpool soma 49.

Em contra-ataque, Jamie Vardy, aos 22 minutos, aguentou a pressão de defesa e picou a bola sobre o guarda-redes para o 1-0 da equipa do lateral direito Ricardo, titular, tal como Bernardo Silva nos anfitriões.

O empate surgiu aos 30 em remate do alemão Mahrez, desviado por um defesa e assim traindo o guarda-redes, que aos 43 não conseguiu segurar um penálti marcado pelo turco Gundogan.

O 3-1 surgiu em contra-ataque de De Bruyne (69) concluído com cruzamento para o segundo poste onde surgiu o brasileiro Gabriel Jesus, sozinho, a marcar sem oposição.

Horas antes, o Wolverhampton esteve a perder em casa do aflito Norwich, contudo virou o encontro para 2-1, com Rui Patrício, Rúben Neves, João Moutinho e Diogo Jota no onze de Nuno Espírito Santo.

Cantwell inaugurou o marcador aos 17, no entanto Saiss igualou aos 66, a cruzamento de Moutinho, e o ex-benfiquista Raul Jiménez, em recarga, consumaria o triunfo aos 81.

Em outros encontros da 18.ª jornada, Southampton (3-1), Burnley (1-0) e Sheffield United (1-0) também venceram fora, diante do Aston Villa, Bournemouth e Brighton, respetivamente.

Cédric Soares foi titular no Southampton, com a equipa a sair da zona de descida, somando agora 18 pontos, enquanto o Aston Villa é 18.º, com 15, o Norwich mantém-se no 19.º e o Watford, que ainda vai receber o Manchester United, em 20.º.

Nos jogos do início da tarde, o Newcastle foi o único a vencer em casa, diante do Cristal Palace (1-0), enquanto o Everton empatou na receção ao Arsenal (0-0), com os futuros treinadores na tribuna.

Carlo Ancelotti vai assumir a antiga equipa de Marco Silva, despedido em 5 de dezembro, e Mikel Arteta, que era adjunto de Pep Guardiola no Manchester City, vai assumir o Arsenal, que rescindiu no final de novembro com Unai Emery.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG