Futebol

Mancini recusa chamar "aposta desesperada" a Balotelli

Mancini recusa chamar "aposta desesperada" a Balotelli

Selecionador italiano justifica convocatória para um estágio de três dias com o "bom nível técnico" do avançado.

"É um teste e um bom momento para ver algumas situações. A porta para a seleção está sempre aberta para todos e, se houver jogadores que possam ajudar, ficamos felizes", afirmou, esta quarta-feira, Roberto Mancini, que no verão passado levou a seleção transalpina à conquista do Euro 2020 e que poderá vir a defrontar Portugal no play-off de acesso ao Mundial 2022.

A chamada do atacante, de 31 anos, que agora joga na Turquia ao serviço do Adana Demirspor, para o pequeno estágio, entre se inicia hoje e termina na sexta-feira, causou surpresa, mas Mancini explicou o porquê de ter feito regressar o jogador que se destacou no passado em clubes como o Inter, AC Milan e Manchester City.

"Talvez quando estamos desesperados, trazemos a nossa melhor versão, mas não acho que esta situação seja desesperante. A nível técnico, ele [Balotelli] sempre foi bom. Temos que ver como está a nível físico. Não o vimos de perto nos últimos meses e vê-lo pessoalmente por alguns dias pode ser muito útil", justificou o treinador da "squadra azzurra", em conferência de imprensa.

Na temporada em curso, Balotelli marcou nove golos e fez três assistências em 21 jogos oficiais pelo clube turco. Na seleção italiana, soma 36 internacionalizações, a última das quais a 7 de setembro de 2018, num jogo da fase de grupos da Liga das Nações, diante da Polónia (1-1).

Recorde-se que, depois de não ter conseguido o apuramento direto para o Mundial 2022, a Itália vai jogar o play-off da zona europeia, começando por defrontar nas meias-finais a Macedónia do Norte, em março. Caso vença, encontrará o vencedor do jogo entre Portugal e Turquia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG