Desporto

Maratona do Porto vai unir cidade a Matosinhos e Gaia

Maratona do Porto vai unir cidade a Matosinhos e Gaia

A nona Maratona do Porto vai unir pela primeira vez a cidade Invicta, Matosinhos e Vila Nova de Gaia, a 28 de outubro, numa prova em que o olímpico Rui Pedro Silva lutará contra o habitual contingente africano.

O queniano Benson Barus, que, em setembro venceu a meia maratona do Porto, em 1:01.44 horas, é o primeiro grande nome africano anunciado pela organização, a Run Porto, que a 26 de outubro divulgará os principais nomes da prova, que vai reunir um recorde de mais de 2.000 atletas.

Até ao momento, Rui Pedro Silva (desistiu em Londres2012) e Daniel Pinheiro são os maratonistas mais credenciados para um bom desempenho português, "que se deseja entre as 2:09 e 2:12 horas".

"Combatemos a crise com objetividade, positividade e, acima de tudo, acreditando em nós e combatemos a crise com imaginação", refere Jorge Teixeira, diretor da prova, que vai ter ainda mais de 3.000 participantes na corrida da família (15 quilómetros) e 5.000 na minimaratona/caminhada (seis quilómetros).

O objetivo é "sempre bater os recordes da prova", estabelecidos pelos quenianos Philemon Baaru (2011) em 2:09.51 e Priscah Jeptoo (2009) em 2:30.40.

A olímpica Jéssica Augusto (sétima em Londres2012) deverá correr os 15 quilómetros, tal como os antigos campeões da Europa e do Mundo Abel Anton e Martin Fiz, de Espanha.

" nona edição, Jorge Teixeira fala de um "momento histórico": "O único evento em Portugal que une três cidades, Porto, Matosinhos e Vila Nova de Gaia. A partir deste ano, o percurso da maratona integrará as três cidades".

A organização encomendou um estudo e estima que os inscritos -- para já, de 36 países -- provoquem um impacto financeiro de 1,8 milhões de euros na economia dos três municípios da maratona.

Cada inscrito nas diversas provas contribuirá com 50 cêntimos que vão reverter a favor da Associação de Deficientes das Forças Armadas.

O fado, património mundial, também vai ser homenageado e haverá um concerto na alfândega, que será gratuito para todos os inscritos nas três provas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG