O Jogo ao Vivo

Ciclismo

Marcelo junta-se à Volta no dia em que o pelotão passa na zona dos incêndios

Marcelo junta-se à Volta no dia em que o pelotão passa na zona dos incêndios

Marcelo Rebelo de Sousa junta-se à caravana da Volta a Portugal em bicicleta na etapa "Vida", que vai passar pelas terras atingidas pelos fogos de 2017, numa homenagem às populações.

Setúbal e o Sado vão apadrinhar pela primeira vez o tiro de partida da volta a Portugal em bicicleta, edição 80, que percorrerá o país de 1 a 12 de agosto. Uma prova que falhou, ontem, o primeiro prólogo, já que os problemas elétricos no teatro Thalia, em Lisboa, impediram a apresentação formal do certame.

Joaquim Gomes, diretor da prova, apresentou as desculpas pelo imponderável, e não deixou de realizar uma explicação sumária do evento que terá outras novidades "além do Algarve e Alentejo".

"Será marcada pelo regresso da Covilhã e da Serra da Estrela, que se juntam a Mondim de Basto e Fafe como os dias mais decisivos", referiu o responsável na ocasião.

O percurso de 12 etapas entre Setúbal e Fafe movimentará cerca de 150 corredores de 21 equipas e terá como momento marcante a "Etapa Vida", terceira tirada da prova, numa homenagem solidária às populações atingidas pelos incêndios de 2017. A corrida de 175,9 quilómetros tem o início da Sertã e passará por Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pera, Lousã, Góis, Arganil, Tábua e termina em Oliveira do Hospital. Um dia especial com a presença do Presidente da Republica, Marcelo Rebelo de Sousa, que acompanhará o percurso na caravana da prova.