Liga

Marítimo enfrenta forte concorrência por João Henriques

Marítimo enfrenta forte concorrência por João Henriques

Treinador está na linha da frente para suceder a Vasco Seabra, mas tem proposta do AIK, da Suécia.

O Marítimo atravessa uma grande instabilidade diretiva, fruto das divergências entre administração da SAD e clube, e é nesse contexto que procura preencher o vazio técnico após a saída de Vasco Seabra. O treinador João Henriques, ex-Moreirense, Vitória de Guimarães, Santa Clara, Paços de Ferreira e Leixões, é o preferido para assumir o comando, mas a divisão que reina no emblema madeirense tem vindo a atrasar o dossiê.

O treinador, de 49 anos, está livre e aguarda o desenrolar do processo, que está a ser conduzido pelos seus representantes, mas, sabe o JN, tem em cima da mesa uma proposta do AIK, da Suécia. João Henriques esteve, inclusive, em Estocolmo, durante 11 dias, a visitar as instalações do clube e encontra-se a estudar uma oferta que contempla um contrato até dezembro de 2024. A transferência só não ficou já fechada, porque o AIK também se encontra num processo de profunda remodelação e o acordo final ficou "adiado" para a próxima semana.

PUB

É com esta concorrência que o Marítimo tenta garantir João Henriques, que tem assim a possibilidade de prosseguir a carreira no estrangeiro ou voltar a abraçar uma experiência na principal divisão nacional.

O Marítimo iniciou o campeonato da pior forma possível, registando o pleno de derrotas em cinco jogos, ocupando, a par do Paços de Ferreira, o último lugar da Liga, com zero pontos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG