Boavista - Marítimo

Alipour vale ouro e deixa pantera outra vez aflita

Alipour vale ouro e deixa pantera outra vez aflita

Axadrezados falham perante adversário direto e voltam à zona perigosa. Insulares a crescer

O Boavista voltou a facilitar em casa, outra vez contra um adversário direto. Depois do Nacional e do Farense, também o Marítimo foi feliz no Bessa e complicou a vida dos axadrezados, de volta à zona perigosa da classificação e à espera do que fará o Farense, amanhã, para saber se a queda é maior ainda. Ontem, foi Alipour a decidir um duelo que só ganhou alguma vida depois do intervalo.

Talvez pelo peso do jogo, a primeira parte demorou a passar. Oportunidades, só uma de Joel; de resto, muitos erros técnicos, excesso de passes falhados, pouca ousadia ofensiva e sem domínio de qualquer equipa. O panorama melhorou na segunda parte, com a bola a rondar muito mais as duas balizas, embora sem perigo por aí além. O Marítimo ameaçou primeiro, o Boavista respondeu e foi pouco depois que Alipour haveria de aproveitar a passadeira axadrezada para marcar.

A perder e com meia hora pela frente, Jesualdo Ferreira abdicou dos três centrais e a pantera ainda esboçou uma reação, sem, contudo, criar grandes oportunidades. E a batata quente volta a ser dos boavisteiros.

Veja o resumo do jogo:

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG