Liga Europa

Matadores fazem a diferença e deixam guerreiros em risco

Matadores fazem a diferença e deixam guerreiros em risco

Com golos a abrir e a fechar, italianos estão em clara vantagem na eliminatória. Exibição desinspirada, penálti por assinalar e expulsão de Esgaio deixam minhotos em situação difícil de ultrapassar em Roma.

O Sporting de Braga ficou em situação muito difícil, na luta pelo apuramento para os oitavos de final da Liga Europa, depois de ter perdido, em casa, por 2-0, frente à Roma, num jogo que correu de feição à equipa treinada pelo português Paulo Fonseca.

Um golo madrugador de Dzeko, aos cinco minutos, e outro de Mayoral já na reta final do encontro deram expressão ao desempenho autoritário e pragmático da Roma, que se superiorizou na pedreira perante um Braga que ainda teve capacidade para responder à entrada em falso no jogo, mas depois ficou em situação periclitante quando, já na segunda parte, viu o árbitro perdoar um penálti ao adversário e, logo a seguir, viu-se refém da expulsão de Ricardo Esgaio, por acumulação de cartões amarelos.

No regresso de Paulo Fonseca a Braga, o técnico luso voltou a levar a melhor e tem a eliminatória controlada, com a equipa de Carlos Carvalhal a ter agora, dentro de uma semana, uma tarefa muito difícil, no sentido de ainda tentar inverter a eliminatória.

Para o Braga foi pena que o conflito entre o treinador da Roma e o ex-capitão Dzeko tivesse sido sanado há poucos dias. O atacante bósnio voltou à titularidade e logo nos instantes iniciais deixou a própria marca no desafio: abertura de Diawara para Spinazzola, com este a cruzar para o remate letal de Dzeko.

A equipa minhota sentiu o golo, mas, até ao intervalo, conseguiu equilibrar-se e responder, ainda que quase não tenha tido oportunidades claras de golo.

PUB

O segundo tempo começou por revelar-se ainda mais penalizador para os bracarenses. Sporar foi travado na área por Ibañez, mas o árbitro, de nacionalidade romena, não assinalou penálti, nem teve a ajuda do VAR.

Pouco depois, Ricardo Esgaio, que já tinha um cartão amarelo, teve uma entrada dura sobre Villar, foi novamente admoestado e recebeu ordem de expulsão.

Em dificuldades, Carlos Carvalhal foi tentando colmatar a inferioridade numérica, com ajustes em vários setores, mas a equipa não conseguiu exibir o futebol do primeiro tempo.

Antes de chegar, realmente, à vantagem de dois golos, a Roma viu, por duas vezes, serem-lhe anulados tentos, devido a lances de fora de jogo, mas perto do fim Mayoral, que rendera Dzeko, fez mesmo o 0-2, após jogada de Mkhitryan e passe de Veretou. E tudo ficou ainda mais difícil para o Braga, na Liga Europa.

POSITIVO: Mkhitarya e Spinazzola estiveram nos lances dos golos e assinaram boas exibições. Al Musrati foi o melhor da casa.

NEGATIVO: Ataque do Braga não apareceu e a defesa pagou caro algumas falhas. A Roma teve de responder a duas lesões.

ÁRBITRO: Penálti sobre Sporar não assinalado (51 m), foi o maior de vários erros. Esgaio bem expulso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG