O Jogo ao Vivo

Futebol

Mbappé aborda a rivalidade entre Ronaldo e Messi

Mbappé aborda a rivalidade entre Ronaldo e Messi

Kylian Mbappé é uma das figuras do futebol mundial e um confesso fã de Cristiano Ronaldo. Em entrevista, o francês abordou a rivalidade entre o português e Lionel Messi, a situação no campeonato francês e Neymar.

Muito se tem escrito acerca do futuro de Mbappé: se renova contrato, se não renova e sai do PSG neste verão, se deixa terminar o contrato para ser jogador livre em 2022.

Ainda é jovem mas já está no topo de futebol há vários anos. Mbappé é uma das estrelas do futebol mundial e muito se tem escrito acerca do seu futuro, devido a ainda não ter renovado o contrato que termina no final da presente temporada. O avançado é fã de Cristiano Ronaldo e uma transferência para o Real Madrid seria o concretizar de um sonho, segundo o que se tem noticiado na imprensa internacional.

Em entrevista à revista "Esquire", Mbappé abordou a situação do campeonato francês. "A França não é a melhor Liga do mundo, mas sempre senti a responsabilidade, como um jogador emblemático, de fazer a Liga crescer", explicou. Relativamente ao que se passa dentro do balneário, na visão de Mbappé uma equipa "não é um grupo de amigos". "Não precisas de jantar com os teus companheiros de equipa todas as noites para ganhar jogos", referiu.

Confesso fã de Cristiano Ronaldo, o avançado também elogiou Messi, atual colega no PSG. "Eles são incomparáveis. Quebraram todos os recordes e estatísticas e tiveram 10, 15 anos que foram extraordinários". Apesar dos elogios a estas duas figuras, não se descartou como um dos jogadores mais importantes do momento. Mbappé acredita que outros jogadores o veem como referência, explicando que são poucos os que mudam de posição como ele. "Antes jogava na frente, à esquerda e à direita. Com toda a humildade, não acho que muita gente seja capaz de mudar de posição todos os anos e ter ótimas performances ao mais alto nível", referiu.

O percurso de Neymar no PSG tem sido de altos e baixos, com polémicas e lesões à mistura. Mbappé mantém uma amizade próxima com o antigo jogador do Barcelona, explicando que "no Brasil eles são mais festivos e na França são mais sérios".

PUB

"Aqui não é bom mostrar as tuas paixões, as pessoas vão pensar que estas a ignorar o PSG porque jogas póquer. Agora começam a entender, mas o começo foi difícil para ele porque viu isso como uma afronta. Quando ele chegou colocaram o seu rosto na Torre Eiffel e meio ano depois perguntavam porque é que jogava póquer. Na França só querem ver-te a jogar futebol e a sorrir", defendeu.

A par de Mbappé, Erling Haaland é um dos jovens mais promissores e entusiasmantes. Já leva 62 golos em 63 jogos pelo Borussia Dortmund com apenas 21 anos. Sobre o norueguês, Kylian está feliz mas ainda acha cedo para muitos elogios. "É o segundo ano dele, vamos conhecê-lo melhor. É o começo para ele, estou feliz por aquilo que tem vindo a fazer".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG