França

Médicos vão despertar Junior Sambia do coma após infeção por Covid-19

Médicos vão despertar Junior Sambia do coma após infeção por Covid-19

O agente do francês Junior Sambia, do Montepellier, informou este sábado que o jogador iniciou o protocolo para despertar do coma induzido, estado que resultou de complicações provocadas pela Covid-19.

"É uma boa notícia que o tentem despertar. Há que pensar positivo. É um rapaz que nem sempre teve sorte na vida, no entanto sempre foi um lutador", disse Fréderic Guerra, detalhando que Sambia está já a respirar sem assistência.

O médio de 23 anos deu entrada no hospital na terça-feira com uma gastroenterite severa, tendo realizado, por precaução, um primeiro teste de Covid-19, que deu negativo.

O estado de saúde piorou e, na quinta-feira, o futebolista francês foi para a Unidade de Cuidados Intensivos, onde lhe induziram o coma, já depois um novo exame confirmar que estava infetado com Covid-19.

"Tinha respeitado o confinamento. Saía somente para comprar comida ou correr ao lado de casa, onde há pouca gente", esclareceu o agente numa entrevista anterior, publicada no jornal desportivo francês "L'Équipe".

O sindicato dos jogadores disse que o caso de Junior Sambia demonstra que "toda a gente pode ser afetada, inclusivamente os atletas de alto nível", recordando que não há garantias claras para um regresso aos treinos no futebol a partir de 11 de maio, quando terminar o confinamento no país.

"A menos que os planetas se alinhem. Os jogadores não estão contra o regresso e nós também não. É o seu trabalho, é o que querem, jogar futebol. Quando o protocolo sanitário estiver claro e for validado pelos médicos, estaremos em condições de jogar e decidir a nossa atitude", vincou o organismo.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG