Ataque ao mercado

Messi com sabor a reforço em Barcelona em dia de novidades em Portugal

Messi com sabor a reforço em Barcelona em dia de novidades em Portugal

Não é uma contratação, mas para o Barcelona o sabor é o mesmo: Lionel Messi vai continuar a envergar a camisola 10 blaugrana em 2020/21, um anúncio feito esta sexta-feira pelo argentino. Quanto ao mercado nacional de transferências, o Benfica oficializou Darwin Nuñez e o Boavista contratou um campeão do Mundo francês.

Barcelona: A "novela" com o internacional argentino Lionel Messi terminou e o jogador vai continuar na Catalunha por mais um ano. A confirmação surgiu da boca do próprio numa entrevista ao portal "Goal.com". "Jamais iria para tribunal contra o clube da minha vida. Por isso, vou ficar no Barcelona", afirmou o avançado, manifestando a intenção de cumprir o ano de contrato que lhe resta, em 2020/21. Preso a uma cláusula de rescisão de 700 milhões de euros, "La Pulga" teve de dar o dito por não dito, mas na próxima temporada será um jogador livre e a história a contar será outra.

Real Madrid: O espanhol Brahim Díaz, de 21 anos, vai atuar nos italianos do AC Milan até final da temporada 2020/21, por empréstimo dos merengues. O jogador iniciou a carreira na formação dos espanhóis do Málaga, antes de se mudar para o Manchester City, de Inglaterra, em 2013, tendo feito a estreia pela equipa principal dos "cityzens" três anos depois e atuado por mais 14 vezes. A meio da temporada 2018/19, o habitual convocado para a seleção espanhola de sub-21 transferiu-se para o Real Madrid, clube pelo qual anotou dois golos em 21 encontros.

Chelsea: O internacional alemão Kai Havertz vai representar os londrinos nas próximas cinco temporadas, até 2025, depois de ter jogado nos alemães do Bayer Leverkusen. "Os 'blues' concluíram a assinatura do nosso segundo internacional alemão [depois de Timo Werner] neste verão, com Kai Havertz a assinar um contrato de cinco anos", pode ler-se na página oficial do Chelsea.

Benfica: As águias oficializaram a contratação do avançado uruguaio Darwin Nuñez, de 21 anos, por cinco épocas e 24 milhões de euros. O jogador vinculou-se ao Benfica até junho de 2025, naquela que é a transferência mais cara de sempre do futebol português. A cláusula de rescisão foi fixada em 150 milhões de euros e o clube espanhol terá direito a receber 20% do valor de uma mais-valia obtida numa futura transferência.

Boavista: Adil Rami é oficialmente jogador das panteras. Tal como o JN tinha adiantado, o defesa central, de 34 anos, campeão do mundo pela França, em 2018, chega livre do Sochi, da Rússia, onde não jogou por causa da pandemia. Já foi campeão do Mundo pela França, vencedor da Liga Europa no Sevilha e, agora, vai vestir a camisola da pantera por duas temporadas. Aos 34 anos, Adil Rami é um reforço de eleição para os axadrezados que acrescentam ao plantel a experiência de um defesa central que conta com passagens pelo Lille (França) onde fez a dobradinha, em 2011, Valência (Espanha), Milan (Itália), Sevilha (Espanha), Marselha (França), Fenerbahçe (Turquia) e Sochi (Rússia).

V. Guimarães: O médio João Carlos Teixeira deixou os vitorianos para reforçar os holandeses do Feyenoord. Sem revelar o valor da transferência, o V. Guimarães informou ainda que mantêm "uma percentagem dos direitos económicos" do futebolista, de 27 anos. O médio ofensivo rumou à equipa de Roterdão, após uma passagem de dois anos pelos minhotos: depois de realizar 23 jogos, sem qualquer golo marcado, em 2018/19, o jogador disputou 30 jogos em 2019/20 e, com oito golos, foi o melhor marcador da equipa na Liga, a par de Bruno Duarte.

Farense: O jovem extremo luso-guineense Madi Queta, oriundo do F. C. Porto, foi confirmado como reforço, assinando por três épocas. "A Sporting Clube Farense - Algarve Futebol SAD comunica que chegou a acordo com o Futebol Clube do Porto - Futebol SAD para a transferência a título definitivo do atleta Madi Queta. O contrato celebrado tem a duração de três épocas desportivas", anunciou o Farense no site oficial. O jogador de 21 anos, natural de Bissau (Guiné-Bissau) e internacional português sub-18, estava no F. C. Porto desde os iniciados e também passou, enquanto juvenil, pelo Padroense, clube que tem protocolo com os portistas. Na época passada, com a camisola do F. C. Porto B, disputou 23 jogos e marcou um golo na LigaPro.

Outras Notícias