Futebol

Miguel Cardoso suspenso oito dias após gestos obscenos no jogo com o Boavista

Miguel Cardoso suspenso oito dias após gestos obscenos no jogo com o Boavista

O treinador do Rio Ave foi suspenso oito dias pelos gestos obscenos que protagonizou no jogo com o Boavista, na 26.ª jornada da Liga, informou esta terça-feira o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.

O treinador dos vila-condense foi punido por erguer o dedo do meio, nas duas mãos, em direção ao banco de suplentes dos axadrezados, quando o Rio Ave marcou o terceiro golo, que permitiu à equipa arrancar o empate na parte final do jogo, disputado no Estádio do Bessa.

Além da suspensão por oito dias, Miguel Cardoso foi também multado em 2805 euros pelo Conselho de Disciplina.

A atitude do técnico do Rio Ave causou alguma confusão entre elementos dos dois clubes, no relvado, tendo Fary, dirigente do Boavista, reagido de forma provocatória à confusão gerada, e por isso recebeu uma suspensão de 21 dias e multa de 2104 euros.

Antes, num dos lances do jogo, Jorge Couto, elemento da equipa técnica do Boavista, tinha contestado uma decisão de arbitragem e recebido ordem de expulsão, que lhe valeu agora uma suspensão por 15 dias e uma multa de 3507 euros, por palavras dirigidas ao juiz da partida.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG