Futebol

Miguel Pinto Lisboa: "Os lances são discutíveis"

Miguel Pinto Lisboa: "Os lances são discutíveis"

Miguel Pinto Lisboa, presidente do Vitória de Guimarães, deixou elogios à prestação dos vimaranenses frente ao F. C. Porto, apesar da derrota. Quanto à arbitragem, o líder preferiu não comentar.

"O Vitória fez um grande jogo, contra um adversário que fez um grande jogo. Poderíamos ter saído daqui vencedores. Era o que merecíamos. Mas estamos satisfeitos com a nossa atitude. Faz parte do crescimento deste plantel. Hoje não conseguimos vencer, não só por culpa própria ,mas também por culpa própria. Confiamos no nosso trabalho e estas derrotas fazem parte do processo", começou por dizer o presidente do Vitória de Guimarães.

A reta final do encontro ficou marcada por um lance polémico. Numa altura em que os minhotos perdiam por 2-1, João Pedro ainda fez o 2-2 mas Jorge Sousa, depois de ver as imagens, anulou o golo por uma falta sobre o guarda-redes Diogo Costa, o que levou a uma grande contestação dos vimaranenses. Mas, tal como Ivo Vieira, Miguel Pinto Lisboa recusou comentar.

"Arbitragem? A análise cabe aos especialistas. Os lances são discutíveis. Não é a minha função comentar lances. Estou satisfeito com a prestação dos meus atletas. Tudo fizemos para vencer e a nossa imagem sai daqui enaltecida", concluiu.

O F. C. Porto venceu (2-1), esta quarta-feira, o Vitória de Guimarães em Braga e está na final da Taça da Liga. Os golos surgiram apenas na segunda parte. Primeiro por Tapsoba, de grande penalidade. Alex Telles respondeu de imediato, com um grande golo e Soares selou a reviravolta. Na final de sábado, os azuis e brancos vão medir forças com o Braga.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG