Futebol

Morreu Mendes, o "pé canhão" que jogou no Benfica e Vitória de Guimarães

Morreu Mendes, o "pé canhão" que jogou no Benfica e Vitória de Guimarães

O ex-futebolista Mendes, que se notabilizou no Benfica e no Vitória de Guimarães, equipas que representou entre 1955 e 1971, morreu na quarta-feira, em Guimarães, aos 81 anos, informou o clube vitoriano.

"Faleceu, esta quarta-feira, no Hospital Senhora da Oliveira, o ex-jogador do Vitória António Mendes. Conhecido pela alcunha de 'pé canhão', é considerado um dos melhores jogadores que a história do Vitória já terá conhecido, tendo permanecido na 'cidade berço' durante nove temporadas", indica a nota publicada no sítio oficial dos vimaranenses na Internet.

Depois da conquista de dois campeonatos (1959/60 e 1960/61) e de duas Taças de Portugal (1958/59 e 1961/62) pelo Benfica, onde esteve entre 1955 e 1962, Mendes rumou ao Vitória de Guimarães, em conjunto com os jogadores Peres e Fonseca, no início da época 1962/63, ao abrigo da transferência de Pedras do Minho para a Luz.

Em Guimarães, onde permaneceu até 1971, Mendes apontou, segundo a informação fornecida pelos vitorianos, mais de 80 golos em mais de 200 jogos, tendo ajudado o clube a atingir, em 1968/69, um então inédito terceiro lugar no campeonato e a primeira participação europeia, na Taça das Cidades com Feira, na época seguinte.

O antigo avançado tornou-se ainda no primeiro jogador do Vitória de Guimarães a representar a seleção nacional, quando alinhou na derrota caseira frente à Suécia (2-1), num jogo de apuramento para o Europeu de 1968, disputado em 13 de novembro de 1966, no Estádio Nacional, em Oeiras.

O funeral de Mendes está agendado para as 15 horas de sexta-feira, na igreja de São Sebastião, em Guimarães.