1962-2021

Morreu Neno, antigo guarda-redes do Vitória e do Benfica

Morreu Neno, antigo guarda-redes do Vitória e do Benfica

O antigo guarda-redes do Vitória de Guimarães e do Benfica, de 59 anos, morreu esta quinta-feira, de forma súbita, anunciou o clube minhoto.

O futebol nacional está de luto. O ex-guarda-redes Neno, de 59 anos, faleceu esta quinta-feira à noite de forma súbita.

Figura ímpar no futebol nacional, dentro e fora dos relvados, e com um sorriso que sempre contagiou quem privava com ele, o cabo-verdiano, que adotou Portugal como sua casa, brilhou nas balizas do Benfica, Barreirense, Vitória de Guimarães e Vitória de Setúbal. Foi campeão nacional pelos encarnados e, pelos vimaranenses, estreou-se na seleção nacional.

O "guarda-redes cantor", como também era conhecido, fruto da paixão pela música e pelo ídolo Júlio Iglesias, com quem chegou a partilhar o palco, radicou-se em Guimarães após o final da carreira.

Pelo clube minhoto chegou a ser treinador de guarda-redes, relações públicas, chegando ao estatuto de Embaixador. De trato fácil e de uma simpatia e educação verdadeira, o homem da gargalhada natural já deixa saudades. "Então campeão, como estás", dizia, sempre que chegava a qualquer lado.

PUB

Fernando Gomes fala em "legado quase incomparável"

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, lamentou a morte do ex-guarda-redes, que deixa "uma legado quase incomparável".

"Personalidade tão generosa nos afetos, deixa um legado quase incomparável de cavalheirismo, simpatia, alegria e bondade", referiu Gomes, numa mensagem publicada no site oficial do organismo.

Fernando Gomes lamentou "profundamente o desaparecimento tão precoce do Neno, uma personalidade incontornável na história do futebol português, quer pela sua grande carreira no campo, quer, principalmente, pelo seu enorme valor humano".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG