Manchester United

Mourinho confia na contratação de Pogba

Mourinho confia na contratação de Pogba

O treinador português José Mourinho, do Manchester United, mostrou-se, esta sexta-feira, confiante na contratação de Paul Pogba antes do início da Liga inglesa de futebol e criticou a reação dos rivais à transferência recorde que se perspetiva.

Manchester United e o clube italiano Juventus estão perto de fechar a transferência do médio internacional francês, por valores que podem atingir os 117,7 milhões de euros.

Mourinho considerou as posições assumidas por alguns treinadores, como o alemão Jurgen Klopp (Liverpool) e o francês Arsène Wenger (Arsenal), de "pouco éticas", por falarem abertamente do salário do jogador e de questionarem o custo do seu passe.

Independentemente do ruído em torno da transferência do jogador da Juventus, a chegada de Pogba a Old Trafford deve estar iminente e José Mourinho espera poder contar com o médio francês a tempo de começar a 'Premier League', daqui a uma semana, frente ao Bournemouth.

Questionado se a assinatura do internacional francês Paul Pogba com o Manchester United estava para breve, José Mourinho disse que "sim: temos 22 jogadores e em breve vamos ter 23".

"Eu não gosto de falar sobre outros clubes ou jogadores de outros clubes. Outros treinadores gostam de o fazer, mas eu não. Eles gostam de falar sobre o meu clube e os meus jogadores", disse José Mourinho.

O treinador português afirmou ser muito pragmático quanto a este assunto e acrescentou que a ele só interesse o que acontece na sua casa e não na dos vizinhos e disse que, em princípio, na próxima semana o plantel ficará fechado.

"Paul Pogba é um jogador de Juventus e até deixar de o ser, oficialmente, é assim que fica. O mercado fecha a 31 de agosto, mas acho que meu clube (Manchester United) tudo irá fazer para o contratar antes do dia 14", adiantou o treinador.

Arsène Wenger considerou a eventual transferência de Paul Pogba pelos valores anunciados de "completamente louca", enquanto Jurgen Klopp disse que não queria nenhum envolvimento num mercado de transferências tão inflacionado.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG