Tottenham

Após derrota, Mourinho não poupa críticas à atitude dos jogadores

Após derrota, Mourinho não poupa críticas à atitude dos jogadores

José Mourinho, treinador do Tottenham, mostrou-se esta quinta-feira bastante desiludido com a atitude da equipa na derrota frente aos croatas do Dínamo Zagreb, por 3-0, que levou à eliminação dos ingleses da Liga Europa.

"Se esquecer os últimos dez minutos do prolongamento, onde fizemos realmente algo para conseguir um resultado diferente e passar, houve apenas uma equipa que decidiu deixar tudo em campo. Eles deixaram tudo em campo: suor, energia, sangue e no final, deixaram o relvado a chorar de alegria. Foram muito ambiciosos e comprometidos. Tenho de o reconhecer", começou por analisar o técnico luso dos "spurs".

E continuou: "Por outro lado, a minha equipa, e repito, a minha equipa, porque eu estou aqui, não pareceu que estava a jogar um jogo importante. Se para eles não era um jogo importante, para mim era. E eu acredito que para os adeptos do Tottenham, todos os jogos contam. É necessária outra atitude. Dizer que estou triste pelos adeptos não é suficiente, porque o que sinto vai muito para além de tristeza".

No final do encontro, José Mourinho dirigiu-se ao balneário do adversário para os parabenizar pelo apuramento para os quartos de final. "Acabei de sair do balneário do Dínamo, fui congratulá-los. Lamento que uma equipa tenha triunfado com base na atitude e lamento que essa equipa não tenha sido a minha. Sinto-me mais do que triste".

As criticas à própria equipa prosseguiram: "O futebol não é sobre os jogadores que pensam que têm mais qualidade que os outros. O básico do futebol está relacionado com atitude e eles foram melhores nesse aspeto. Antes do jogo alertei os jogadores para os riscos de uma má atitude. Ao intervalo chamei-lhes a atenção para a forma como estavam a jogar. E aconteceu porque os meus jogadores só perceberam que a eliminatória estava em risco quando sofreram o 2-0. Estou desapontado pela diferença de atitude entre uma e outra equipa. Lamento que a minha equipa tenha sido a equipa que não colocou em campo, não o elemento mais básico que há no futebol, mas na vida: respeito pelas nossas profissões e dar tudo".

PUB

Glenn Hoddle, ex-jogador e técnico dos "spurs" criticou também o desempenho da equipa na Croácia, mas Mourinho preferiu desculpar-se com os adeptos. "Não preciso das palavras de Mr Hoddle para me sentir magoado. Respeito totalmente tudo o que as pessoas ligadas ou não ao clube possam dizer sobre nós esta noite. Temos de aceitar. O problema será se alguém não aceitar as críticas de forma positiva. Outra coisa é não te sentires magoado porque não lês ou não te interessas. Não preciso de críticas para me sentir extremamente magoado. Em nome da minha equipa, ainda que alguns dos jogadores não partilhem as minhas emoções, peço desculpa aos adeptos do Tottenham. Resta-nos dar o nosso melhor até final da época", completou o técnico português.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG