Futebol

Mulher que acusa Neymar de violação entregou imagens à polícia

Mulher que acusa Neymar de violação entregou imagens à polícia

A mulher que acusa Neymar de violação entregou, esta segunda-feira, imagens e documentos à polícia que não constavam no boletim de ocorrência da última sexta-feira. Entretanto, o jogador está a ser investigado por ter revelado imagens íntimas da alegada vítima.

Neymar volta a estar no centro da polémica: o jogador brasileiro viu-se envolvido este fim de semana num escândalo de violação. A alegada vítima apresentou uma queixa em São Paulo por factos alegadamente ocorridos a 15 de maio, em Paris. A mulher acusou Neymar de estar "alcoolizado" e, mediante violência, "praticar uma relação sexual sem o consentimento da vítima".

Mediante a acusação, Neymar publicou um vídeo nas redes sociais no qual revela conversas que teve com a mulher, com vídeos e nudez à mistura, acusando-a de tentativa de extorsão. Esta segunda-feira, o vídeo foi eliminado e o jogador será investigado por divulgar fotos íntimas da mulher: Divulgar imagens íntimas na internet sem consentimento das partes envolvidas é crime, e a pena prevista pode ir até aos cinco anos de prisão. O caso está a ser investigado pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI).

Neymar da Silva Santos, pai do jogador, voltou a defender o filho, salientando que a divulgação das mensagens era obrigatória para provar a inocência do avançado.

"Não tínhamos uma escolha. Eu prefiro um crime de internet ao de violação. Mas ele preservou a imagem e o nome. Ele precisava de se defender rapidamente. É melhor ser verdadeiro e mostrar o que aconteceu. "É melhor pagar por ser inconsequente do que por uma violação. Ele tem mãe, irmã e pai. E queria defender a família dele", disse o pai do jogador.

Entretanto, a família da jovem diz-se surpreendida com tudo o que está a acontecer. "Não creio que ela fizesse isso, não acho que ela fosse inventar uma história dessas. Extorsão? Sangue de Jesus. Estou surpreendida agora com essa história. Meu Deus...", disse a mãe àTV Globo.

Outras Notícias