Roma

Nadador italiano baleado por engano fica paraplégico

Nadador italiano baleado por engano fica paraplégico

Manuel Bortuzzo perdeu a mobilidade nas pernas depois de ser baleado por engano, na madrugada do passado domingo, em Roma, Itália.

Manuel Bortuzzo, 19 anos, jovem promessa da natação italiana, ficou paraplégico após ser atingido, na madrugada de domingo, na Piazza Eschilo, em Roma. O nadador sofreu uma lesão grave na espinal medula que lhe retirou a mobilidade nas pernas.

Os autores dos disparos - Lorenzo Marinelli e Daniel Bazzano, de 24 e 25 anos - podem ser condenados a penas de prisão que podem ir dos 7 aos 20 anos, por tentativa de homicídio agravado premeditado.

Segundo a imprensa italiana, a dupla de agressores terá confundido Manuel Bortuzzo com uma pessoa que provocou desacatos num bar. "Foi um erro trágico", admitiram os detidos perante as autoridades. "Estamos destruídos", contaram, em lágrimas.

Manuel Bortuzzo estava com amigos e com a namorada, quando foi atingido por três balas, disparadas a partir da scooter em que seguiam os dois indivíduos. Foi transportado com urgência para o hospital Grassi, em Ostia, e mais tarde transferido para San Camillo, para uma cirurgia de emergência.

"Quando acordou, contámos-lhe sobre a paralisia e ele não chorou. Disse para não desistirmos de encontrar uma forma de ele voltar a andar, e vai voltar. A partir de agora a sua família é Itália, ele é filho de Itália", disse o pai do jovem, emocionado.

Manuel Bortuzzo chegou à capital italiana para treinar e tentar a entrada na seleção nacional de natação. A federação nacional via o atleta como uma jovem promessa.

Outros Artigos Recomendados