Open da Austrália

Nadal avança e Wawrinka afasta russo Medvedev

Nadal avança e Wawrinka afasta russo Medvedev

O espanhol Rafael Nadal acabou, esta segunda-feira, com o sonho do australiano Nick Kyrgios - 6-3, 3-6, 7-6 (8-6) e 7-6 (7-4) - e garantiu a presença nos quartos de final do Open da Austrália, o primeiro torneio do Grand Slam de 2020. Além do número um mundial, passaram à ronda seguinte o suíço Stanislas Wawrinka, que surpreendeu ao deixar pelo caminho o russo Daniil Medvedev, quarto no ranking ATP, o austríaco Dominic Thiem e o alemão Alexander Zverev.

O duelo entre Nadal e Kyrgios não defraudou as expetativas. O espanhol confirmou o favoritismo, vencendo em quatro sets, mas precisou de 3 horas e 38 minutos para eliminar o australiano. Depois de igualar a 1-1, Kyrgios só cedeu os dois encontros seguintes no tie-break. Nadal, finalista vencido em 2019, vai jogar agora com o austríaco Dominic Thiem, que derrotou o francês Gael Monfils em apenas três "sets" (6-2, 6-4 e 6-4).

A surpresa do dia foi protagonizada por Stanislas Wawrinka. O suíço, de 34 anos e vencedor de um Open da Austrália (2014), mandou para casa o número quatro do Mundo, o ruso Daniil Medvedev, impondo-se em cinco sets - 6-2, 2-6, 4-6. 7-6 (7-1) e 6-2 - que duraram três horas e 25 minutos. Nos quartos, Wawrinka vai defrontar o alemão Alexander Zverev, que colocou fim ao ciclo de 11 vitórias consecutivas em 2020 do russo Andrey Rublev, as quais lhe valeram os títulos nos torneios de Doha e de Adelaide. O germânico vai jogar pela primeira vez os quartos de final do Open da Austrália após ganhar ao russo por 3-0 (6-4, 6-4 e 6-4), em pouco mais de hora e meia de jogo.

Nos outros dois jogos dos quartos, o sérvio Novak Djokovic vai continuar a defender o título frente ao canadiano Milos Raonic, enquanto o suíço Roger Federer medirá forças com o americano Tennys Sandgren.

Em femininos, a campeã de 2016, a alemã Angelique Kerber, ficou pelo caminho, derrotada pela russa Anastasia Pavlyuchenkova em três "sets" - 6-7 (5-7), 7-6 (7-4) e 6-2 -, que vai agora defrontar a espanhola Garbine Muguruza. A antiga número um mundial surpreendeu ao eliminar a número 10 do mundo, a holandesa Kiki Bertens, por duplo 6-3.

Se Simona Halep, finalista de 2018 e antiga número 1 mundial, afastou a belga Elise Mertens em dois stes (duplo 6-4), a estónia Anett Kontaveit precisou do terceiro jogo - 6-7 (4-7), 7-5 e 7-5 - para eliminar a jovem polaca Iga Smiatek, de 18 anos, e marcar encontro com a romena nos quartos, que comportam ainda os jogos entre a australiana Ashleigh Barty e a checa Petra Kvitova e a americana Sofia Kenin e a tunisina Ons Jabeur.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG