F. C. Porto

"Não estou a ver os adeptos a festejar um recorde do Conceição"

"Não estou a ver os adeptos a festejar um recorde do Conceição"

O treinador do F. C. Porto pode bater, este domingo, o recorde de invencibilidade no campeonato português, caso não perca no terreno do V. Guimarães, mas lembrou que "se não houver título" as estatísticas não valerão de nada e garantiu que a única preocupação é ultrapassar um adversário "num bom momento" e num jogo em que o "fervor e a paixão dos adeptos das duas equipas" estão sempre presentes.

"A minha opinião é a de qualquer treinador do F. C. Porto que jogue contra o Vitória: sabe que vai ser competitivo, independentemente de jogadores e técnicos. É sempre um jogo extremamente difícil, com um enorme o fervor e paixão dos adeptos de um lado e do outro. Esperamos jogo competitivo e difícil, o Vitória está num bom momento, tem jogadores interessantes e uma equipa técnica com percurso interessante. Temos qualidade e valia para ir a Guimarães ganhar, sem pensar noutra coisa", afirmou Sérgio Conceição.

A visita ao Minho fica marcada pela ausência de Uribe, que sofreu uma rotura muscular na coxa direita, e o técnico dos dragões não escondeu a importância do internacional colombiano na dinâmica da equipa. Quem vai ser o escolhido para a equipa inicial fica, para já, no segredo dos deuses, até porque não faltam soluções.

"Compreendo a curiosidade, até pelo debate que houve durante a semana, porque ouvi opiniões com qualidade, algumas, e com soluções que até me podiam passar ao lado. Queríamos ter sempre todos os jogadores disponíveis, mas não estando o Matheus tem de estar outro. Pode ser o Marko [Grujic], claro, mas também temos o Eustaquio, temos o Otávio, que pode passar por lá. Ou outra solução mais ofensiva, sabendo que se o Matheus joga por alguma razão é: como disse há muito tempo, não sendo um jogador espetacular, é um espetáculo de jogador. É dos tais que faz um trabalho incrível para suportar o talento e a qualidade da equipa na altura de fazer golo. Não havendo outro Matheus, há jogadores de grande valia, mas características diferentes. Tenho confiança total em todos os jogadores", garantiu Conceição.

"Corri 20 quilómetros em jejum"

Outra das questões que se colocam nesta deslocação a Guimarães é o facto de Zaidu e Taremi estarem a cumprir o jejum do Ramadão e, por isso, não se poderem alimentar durante o dia. Conceição usou o próprio exemplo para explicar que o caso não será um problema.

"Sou católico praticante, também faço o meu jejum. Ainda ontem (sexta-feira) fiz 20 quilómetros a correr em jejum. Estou a dizer a verdade. Não tenho problema nenhum em assumir, há valores e sentimentos que passam para lá da falta momentânea de algum tipo de substância ou energia. Temos um grande departamento médico e o melhor nutricionista do Mundo, na minha opinião, e obviamente já estávamos atentos a isso antes do Ramadão, para o ajuste de alguns horários. Não é pelo Ramadão que Zaidu ou Taremi não darão ajuda à equipa. Não quer dizer que vão jogar, mas isso é outra coisa", explicou.

PUB

O percurso de 56 jogos consecutivos sem perder no campeonato permitiu igualar o recorde do Benfica estabelecido na década de 1970 e Conceição pode, agora, superar esta marca, mas o treinador voltou a garantir que se trata de um assunto paralelo.

"Não penso minimamente nisso. Não estou a ver os adeptos a festejar um recorde do Conceição, querem é ganhar o campeonato, como eu. Não estou aqui com falsas modéstias, mas já sabem o que penso de recordes e estatísticas. Havendo recorde e não havendo títulos, isso não serve de nada", realçou.

A seis jornadas do final do campeonato, o F. C. Porto está a quatro vitórias e um empate de se sagrar campeão, mas a ansiedade ainda não tomou conta do grupo de trabalho, à medida que se aproximam as grandes decisões.

"Noto o mesmo ambiente de sempre. Toda a gente tem noção que nos estamos a aproximar do final do campeonato e, a cada jornada, os jogos ganham mais peso. Não podemos fugir disso. Não vale a pena pensar em dois jogos de uma só vez, temos de olhar para o imediato, que é o jogo de amanhã. O mais importante", finalizou Sérgio Conceição.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG