O Jogo ao Vivo

Desporto

"Não me atiram areia para os olhos que eu não deixo", pede Vítor Pereira

"Não me atiram areia para os olhos que eu não deixo", pede Vítor Pereira

O treinador do F. C. Porto não gosta das críticas de que tem sido alvo e diz que o Benfica também tem oscilado nas exibições:

Na conferência de imprensa de lançamento do jogo com o Moreirense, no domingo, o treinador do F. C. Porto aumentou o tom de voz em determinados momentos e abordou o seu futuro, dando pouca importância ao facto de terminar o seu contrato no final da época.

"Não há ninguém mais exigente comigo do que eu próprio. Eu faço a minha avaliação no fim na época e o clube vai fazer a sua. Depois decidimos em conformidade. Agora, não entendo ver tanta gente preocupada com a minha situação, estão mais preocupados do que eu", disse Vítor Pereira de forma determinada.

O técnico portista continua a acreditar na conquista do título de campeão, mesmo que o Benfica tenha mais quatro pontos de vantagem: "Não estamos dispostos a aceitar a entrega prematura do título. Sabemos o que queremos. Agora, este ambiente e este contexto que vão criando, de uma equipa muito bem e outra muito mal, não é verdadeiro. Estamos aqui para discutir o titulo até ao fim".

Questionado se o F. C. Porto apresentou uma quebra exibicional, Vítor Pereira optou por fazer ele próprio uma crítica: "Gente que nos critica agora e dizia que ninguém pressionava como nós em Portugal, até éramos comparados ao Barcelona e eu achava isso um exagero. Não podemos andar a fazer uma apreciação e passados cinco dias haver outra, da eliminação da Liga dos Campeões até ao empate com o Marítimo. Agora não me enganam, não me atiram areia para os olhos que eu não deixo, nem a mim, nem à minha equipa".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG