Natação

Natação: Miguel Arrobas é o primeiro português a concluir maratona de Manhattan

Natação: Miguel Arrobas é o primeiro português a concluir maratona de Manhattan

O nadador de águas abertas Miguel Arrobas completou, este domingo, em 7 horas e 46 minutos a maratona a nado à volta de Manhattan, Nova Iorque, tornando-se o primeiro português a concluir a prova.

Miguel Arrobas integrou o lote de oito nadadores mais rápidos e chegou em sétimo lugar na geral e quinto entre os homens, numa competição ganha pela norte-americana Erika Rose.

Rose concluiu os 52 quilómetros da prova em 7 horas e 29 minutos, à frente do australiano John van Wisse.

No final da prova, e ainda sem saber o tempo nem a classificação, Arrobas dizia-se "muito satisfeito" por ter conseguido completar mais uma das principais provas mundiais de águas abertas.

"É sempre uma recompensa enorme, depois de vários anos de treino, de muito sacrifício, poder acabar uma prova como esta", disse o ex-nadador olímpico, acabado de sair das águas do rio Hudson, no lado ocidental da ilha de Manhattan.

Com Rose na frente praticamente do início ao fim, Arrobas foi quarto durante a primeira metade da prova, a subida do rio East, seguindo de perto o trio da frente.

Foi já no atravessamento a norte da ilha para o rio Hudson, no lado ocidental, que começou a perder posições, por desorientação momentânea e por ter sido forçado a abrandar o ritmo devido a uma cãibra.

"Segunda parte foi mais chata, não percebi exactamente onde estava, não tive referências. Isso vai desanimando um bocado", disse o nadador português, que já fez a travessia em águas abertas do Canal da Mancha e Estreito de Gibraltar.

Jurista da ANACOM de 37 anos, Arrobas contou durante a prova com o apoio de uma remadora de caiaque, que lhe foi prestando orientação e passando bebidas e alimentação.

De perto seguia um barco onde estava a sua mulher e o irmão, além de um observador da organização do Manhattan Island Swim.

A prova contou com 40 nadadores, que se fizeram às aguas a partir das 9.30 horas da manhã em Nova Iorque divididos em três grupos, sendo o mais rápido, de que fazia parte Arrobas, o último a partir.

Foram sendo aplaudidos e incentivados ao longo do percurso por muitos curiosos que aproveitavam o dia quente de sol para passear à beira-rio.

Já ao final da tarde, a chegada a Battery Park, na ponta sul de Manhattan, foi emotiva, com muitos familiares e amigos à espera dos seus nadadores, de diferentes nacionalidades como espanhola, mexicana, norte-americana e australiana.

A Manhattan Island Swim consiste numa volta completa à ilha, no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio.

Os dois nadadores mais rápidos vão voltar a fazer o mesmo percurso a 28 de Setembro, para tentar quebrar o recorde de volta a Manhattan a nado.