Ciclismo

Nelson Oliveira convocado para a Volta a Espanha pela Movistar

Nelson Oliveira convocado para a Volta a Espanha pela Movistar

O ciclista português Nelson Oliveira vai participar pela sétima vez na Volta a Espanha, confirmou, esta segunda-feira, a Movistar, que vai ser liderada na prova espanhola por Alejandro Valverde, Miguel Ángel López e Enric Mas.

A cinco dias do arranque da Vuelta, a formação espanhola revelou o "oito" para a última grande Volta da temporada, com o nome do português, de 32 anos, a figurar entre os eleitos.

"É sempre bom ir outra vez a uma grande Volta. É sinal de que a equipa continua a confiar no meu trabalho e em mim", admitiu, em declarações à agência Lusa.

Esta será a sétima participação da Oliveira na prova espanhola e a 15.ª em grandes Voltas, numa temporada em que já alinhou no Giro, onde foi 27.º da geral e brilhou a solo, tendo estado na discussão de três etapas.

Depois de estrear-se em grandes Voltas em 2011, precisamente na Vuelta, todos os anos o ciclista de Vilarinho do Bairro (Anadia) tem alinhado em pelo menos uma das três maiores corridas do calendário internacional, tendo como melhor resultado o 21.º lugar na Volta a Espanha de 2015, edição em que também venceu uma etapa.

"As minhas expectativas são trabalhar para os líderes. O que a equipa me pedir, tentarei fazer, dando o meu melhor. Se surgir a oportunidade de ir para uma fuga e tentar vencer uma etapa, será bem-vinda. De resto, não tenho nenhum objetivo pessoal, apenas dar o meu melhor pela equipa e tentar que cheguemos a Santiago de Compostela com a camisola de líder vestida", afirmou.

Gregário de luxo da equipa espanhola, e 'escudeiro' preferencial de Alejandro Valverde, Oliveira está a viver uma das melhores temporadas da sua carreira: foi segundo na Volta à Comunidade Valenciana, o seu melhor resultado de sempre na geral de uma prova por etapas, e nono na Volta às Astúrias.

PUB

"Nelsinho" falhou, contudo, o seu grande objetivo da época, ao ser apenas 21.º no contrarrelógio dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, um resultado modesto para o maior especialista nacional, que aspirava, pelo menos, a um lugar no "top 10".

Na Vuelta, que começa no sábado, em Burgos, e termina em 5 de setembro, em Santiago de Compostela, Oliveira vai ajudar a equipa espanhola a lutar por um quinto triunfo na geral individual, com os espanhóis Valverde, vencedor em 2009, e Enric Mas, segundo classificado em 2018, e o colombiano Miguel Ángel López, terceiro em 2018, como chefes de fila.

"Temos três líderes, mas isso não quer dizer nada. Já corremos assim muitas vezes. E esta, de certeza, não será a última. Vamos outra vez tentar ganhar, de certeza. Pelos vistos, os corredores estão bem, resta saber como vai correr", respondeu, ao ser questionado sobre se a prova espanhola era a grande aposta da sua formação para este ano.

A Movistar fica completa com os espanhóis Imanol Erviti, José Joaquín Rojas e Carlos Verona, e suíço Johan Jacobs.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG