Ciclismo

Nelson Oliveira muito perto do pódio no arranque da Vuelta

Nelson Oliveira muito perto do pódio no arranque da Vuelta

Nelson Oliveira, da Movistar, mostrou este sábado na primeira etapa da Volta a Espanha em bicicleta que é um dos bons especialistas de contrarrelógio, ao concluir na quarta posição o traçado de oito quilómetros corrido em Málaga.

Melhor do que o ciclista luso, que fez o percurso em 9.56 minutos, só o australiano Roahn Dennis, da BMC (9.39), o polaco Michal Kwiatkowski, da Sky (9.45), e o belga Victor Campenaerts, da Lotto Soudal (9.46), atual campeão da Europa da especialidade.

O segundo português na corrida, Tiago Machado (Katusha), foi 87.º e já perdeu 47 segundos, enquanto que os outros dois lusos cederam mais de um minuto: José Mendes (Burgos) está em 138.º, a 1.03, e José Gonçalves (Katusha) em 170.º, a 1.18.

"Estou muito feliz com o que consegui. Sabia que estava a ir bem e fico contente com o tempo. Ainda há muitos contrarrelogistas para sair, mas, de momento, estou contente com a minha condição (de líder)", disse Oliveira, pouco tempo antes de Kwiatkowski finalmente o retirar do topo da classificação provisória.

Quanto ao polaco, também viria a ser apeado pelo australiano Dennis, que assim se torna o primeiro camisola vermelha desta Vuelta, repetindo o que acontecera em 2017. Então, Dennis comandou a BMC que ganhou o 'crono' por equipas de Nimes.

O vencedor da Vuelta de há dois anos, o colombiano Nairo Quintana, da Movistar, já cedeu algum tempo, fechando o dia em 35.º, a 30 segundos de Dennis. Na sua equipa, foi somente o quarto, batido por Oliveira, pelo costa-riquenho Andrey Amador e também pelo espanhol Alejandro Valverde.

Outro favorito à vitória final é o italiano Vicenzo Nibali (Bahrain Merida), 64.º, a 40 segundos.

No domingo, disputa-se a segunda etapa da Volta a Espanha, entre Marbella e o Caminito del Rey, no total de 163,5 quilómetros. O traçado ainda não traz grandes dificuldades ao pelotão, apesar de quatro contagens de montanha, uma de segunda categoria e três de terceira.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG