Benfica

Nélson Veríssimo: "Não estivemos ao nível que podemos estar"

Nélson Veríssimo: "Não estivemos ao nível que podemos estar"

No rescaldo da vitória contra o Arouca (0-2), Nélson Veríssimo preferiu salientar os três pontos conquistados, admitindo que a exibição esteve longe de ser perfeita. O treinador do Benfica referiu a necessidade de colocar a qualidade individual "ao serviço do coletivo"

"Acima de tudo foi o facto de não termos concretizado algumas ocasiões que tivemos. Há que valorizar a vitória, que era o mais importante. Mas sabemos que não estivemos ao nível que podemos estar. Analisar e treinar. É dentro daquilo que já disse na conferência: estamos a introduzir alterações com o comboio em andamento. Isso tem reflexo no processo ofensivo e defensivo. Não estando bem, há que valorizar a vitória, que era o importante para o jogo", destacou Veríssimo.

Questionado sobre a alteração tática a meio do jogo (de 4x4x2 para 4x4x3), o técnico encarnado justificou a mudança com a necessidade de "controlar mais o jogo". "Percebemos que na primeira parte não tivemos o controlo que devíamos ter tido. Sentimos necessidade de corrigir e isso passou pelo 4-3-3. Tínhamos com objetivo dar mais segurança e controlo no jogo, projetar e abrir alas em amplitude, de forma a controlar mais o jogo. Na segunda parte fomos conseguindo-o a espaços. Depois houve um período em que não conseguimos, porque baixámos o bloco, não tivemos qualidade na pressão, é um aspeto a trabalhar. Há que reconhecer que não fizemos uma grande exibição, temos trabalho pela frente, mas há que valorizar a vitória".

A vasta quantidade de bons jogadores ao dispor do técnico português é uma realidade conhecida pelo próprio que espera, com o passar do tempo, conseguir uni-la "ao serviço do coletivo". "Sabemos o valor que temos na equipa. Acreditamos que a questão da confiança ganha confiança, pois é sempre melhor trabalhar em cima de vitórias. Por isso valorizo a vitória, é o facto mais positivo. Reconhecer que temos muita qualidade individual no plantel, mas temos de a colocar ao serviço da equipa. Com o decorrer da Liga isso vai acontecer", garantiu o técnico, de 44 anos.

Na próxima terça-feira o Benfica encontra o Boavista, para a meia-final da Taça da Liga, e Veríssimo encara a partida com a máxima ambição. "Independentemente do momento, a Taça da Liga é sempre um obetivo para este clube. Não vai ter mais ou menos importância em função do contexto. Temos a ambição de vencer"", concluiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG