Futebol

Neno homenageado por antigos jogadores em treino para jogo solidário

Neno homenageado por antigos jogadores em treino para jogo solidário

Antigos jogadores e algumas figuras públicas juntaram-se, esta sexta-feira, no Estádio do Restelo para efetuar um primeiro treino para um jogo solidário a favor da UNICEF, a 18 de julho, que também serviu para homenagear o antigo guarda-redes Neno.

Antes do treino, que opõe uma equipa de embaixadores da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) a uma equipa composta por figuras públicas em representação da UNICEF, foi efetuado um minuto de silêncio em memória do antigo internacional português, que morreu a 10 de junho, aos 59 anos, vítima de doença súbita.

A equipa da LPFP e da Fundação do Futebol envergou uma camisola com o nome de Neno e o número um nas costas, num evento que iria contar com a presença do guarda-redes que se notabilizou ao serviço de Vitória de Guimarães e Benfica.

"O Neno é eterno, vai estar sempre nos nossos corações. Era um exemplo de companheiro, não só dentro de campo. Vai ser difícil encontrarmos alguém como ele. Vai deixar muitas saudades", recordou o ex-futebolista Nuno Gomes, presente no treino.

O evento "Joga pelas Crianças" servirá, assim, também de homenagem a Neno, "para que as futuras gerações não possam esquecer e possam ficar a conhecer um pouco daquilo que foi o Neno como pessoa e como jogador", indicou o antigo avançado.

Num treino que contou com muita boa disposição, onde "com certeza o Neno se iria notar", vincou Nuno Gomes, também Chaínho e Manuel Fernandes lembraram o "grande amigo" Neno, "uma pessoa incrível" que merece esta "homenagem justa".

"Não há ninguém, no mundo do futebol, que tenha uma palavra negativa em relação a esse grande homem. O Neno era amigo de todos e acho que é uma homenagem justa", afirmou Chaínho, corroborado por Manuel Fernandes: "Não há palavras para descrever o que é o Neno e a alegria que ele transportava para qualquer grupo. Foi uma perda muito grande para a família e para os amigos também".

PUB

As antigas 'figuras' do futebol português ressalvaram a importância do jogo de cariz solidário a realizar em 18 de julho, que ainda aguarda indicações da Direção-Geral da Saúde (DGS) para saber se poderá ocupar 33% da lotação do Estádio do Restelo.

"Sem público, isso vai afetar a receita a favor da UNICEF, mas esperamos que existam outras formas de fazer donativos, através de bilhetes solidários, pois podem não estar presentes e ajudar, comprando o bilhete no 'site'. O objetivo era termos o estádio com público, que isso motiva os próprios atletas, mas vamos aguardar pelas indicações da DGS", afirmou o gestor de marca do evento, Fernando Domingues, aos jornalistas.

Pela equipa da LPFP e da Fundação do Futebol, treinada por Manuel Fernandes e pelo padre Guilherme, estiveram presentes no treino de hoje os antigos futebolistas Helton, João Pinto, Jorge Andrade, Ricardo Rocha, Chaínho, Carla Couto e Nuno Gomes, para além dos cantores Toy, Dino d'Santiago e João Pedro Pais, o apresentador de televisão Jorge Gabriel e o radialista Fábio Lopes.

Pela equipa em representação da UNICEF, marcaram presença os ex-jogadores Pedro Alves, Silas e Edite Fernandes, os músicos António Ferreira e Fradique Ferreira, da banda Calema, Nélson Rosado e Sérgio Rosado, da banda Anjos, o antigo hoquista Filipe Gaidão, o ator Jorge Corrula, o cozinheiro Chakall e os locutores de rádio Pedro Fernandes e Rodrigo Gomes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG