Desporto

Neuchatel Xamax declara falência e "patrão" do clube é detido

Neuchatel Xamax declara falência e "patrão" do clube é detido

O empresário checheno Boulat Tchagaiev, proprietário do clube suíço de futebol Neuchatel Xamax, que acaba de declarar falência, foi detido, esta quinta-feira, por ordem da procuradoria de Génova.

Na sequência da declaração de falência do Neuchatel Xamax, a procuradoria de Genebra decretou a detenção de Tchagaiev para interrogatório, acabando por optar pela prisão preventiva, por gestão desleal.

Segundo um comunicado da procuradoria de Genebra, Tchagaiev voltará a ser interrogado na sexta-feira.

PUB

Num comunicado enviado pelo seu advogado, o empresário checheno garantiu que fornecerá às autoridades "todas as explicações necessárias sobre as razões e circunstâncias" que motivaram a falência do Neuchatel Xamax.

O clube já tinha perdido a licença da Liga suíça por incumprimento dos requisitos financeiros e hoje declarou falência.

O clube helvético, que terminou a primeira fase do campeonato, antes da pausa de inverno, no quarto lugar, reconheceu que o facto de ter perdido a licença, aliado às dificuldades financeiras, motivaram esta posição.

Na base da decisão da Comissão Disciplinar da Liga suíça esteve o incumprimento da apresentação de documentos relativos aos requisitos financeiros exigidos pelos regulamentos, bem como a entrega de um certificado do Bank of America, que se provou ser falso.

O documento indicava que Bulat Tchagaiev - que passou a ser investigado pela Justiça suíça após sua apresentação - iria depositar no banco 35 milhões de euros.

"A direcção também decidiu libertar os jogadores das suas obrigações", explicou o clube no comunicado de hoje.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG