Futebol

Neuer e o corte dos salários: "Somos uns sortudos"

Neuer e o corte dos salários: "Somos uns sortudos"

Os jogadores do Bayern Munique aceitaram baixar os respetivos salários, face à atual crise futebolística. Neuer, capitão e guarda-redes dos bávaros, garantiu que o plantel aceitou a decisão "com naturalidade".

Numa altura em que o desporto está parado e sem data de regresso devido ao novo coronavírus, Karl-Heinz Rummenigge, presidente do Bayern Munique, o diretor desportivo Sahan Salihamidzic e o membro do comité consultivo Oliver Khan chegaram a um acordo com o plantel para um corte de cerca de 20% nos salários dos jogadores, o que permite evitar o despedimento de outros funcionários. Uma decisão, para Neuer, bastante "natural", considerando que os jogadores são uns privilegiados.

"Temos uma profissão particularmente privilegiada, portanto é evidente que tenhamos aceitado esta baixa salarial neste caso de necessidade. O Bayern tem cerca de mil funcionários e muitas outras pessoas em redor do clube que têm tarefas importantes. Quisemos ajudar para que o clube tenha condições de lhes oferecer alguma segurança", destacou o capitão do Bayern aos jornais Tageszeitung e Muechner Merkur.

Além dos atletas do Bayern Munique, também os do Borussia Dortmund aceitaram baixar os respetivos salários.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG