Desporto

Nike rompe contrato com Lance Armstrong

Nike rompe contrato com Lance Armstrong

A empresa multinacional de artigos desportivos Nike anunciou esta quarta-feira ter rescindido o contrato que a ligava a Lance Armstrong, face a "provas aparentemente inequívocas" de que o ex-ciclista terá recorrido a substâncias dopantes.

"Devido às provas aparentemente inequívocas que Lance Armstrong terá recorrido a doping e que enganou a Nike por mais de uma década, é com grande tristeza que terminamos o contrato com ele", diz o comunicado da Nike.

Na mesma nota, a empresa sublinha que não tolera o recurso a quaisquer substâncias proibidas para melhorarem o desempenho desportivo, mas salienta que continuará a apoiar a Fundação Livestrong, de combate ao cancro.

Neste mesmo dia, o ex-ciclista norte-americano, que venceu um cancro, anunciou que deixará a presidência da Livestrong, a qual passará a ser dirigida pelo vice-presidente Jeff Garvey.

"Estou profundamente agradecido às pessoas da Fundação, que se empenharam duramente e fizeram um excelente trabalho nos últimos 15 anos", disse Armstrong em comunicado, explicando que se retira da Fundação para evitar que a mesma seja prejudicada.

Na última semana, um relatório da Agência Antidopagem dos Estados Unidos (USADA) concluiu que Lance Armstrong, sete vezes vencedor do Tour, esteve envolvido no caso de dopagem mais "sofisticado" da história.

Outras Notícias