Opinião

"Nós" - O poder da linguagem

"Nós" - O poder da linguagem

Como afirmou Rudyard Kipling, o autor mais jovem a receber o Prémio Nobel da Literatura até ao momento, as palavras são os fármacos mais poderosos usados pelos seres humanos.

O seu poder é crucial em tudo aquilo que fazemos na vida e no desporto tornam-se decisivas em muitos momentos chave.

É por isso que, numa competição tão importante e mediática como o Mundial de Futebol que decorre no Catar, um dos principais focos da minha atenção enquanto estudioso do comportamento humano, particularmente aplicado ao desporto, tem incidido sobre as declarações do nosso treinador Fernando Santos e dos nossos jogadores.

PUB

Como nos deu a conhecer Fernando Santos, a única palavra que está escrita no balneário é "nós". Isto permite desde logo percebermos onde está o foco da equipa, não deixando que a concentração seja prejudicada por todo o ruído que habitualmente se instala à volta de jogadores tão mediáticos como aqueles que a seleção dispõe neste momento ao seu serviço. Mas permite também perceber que o grupo está acima de tudo e se formos analisar as declarações de todos, seja nas conferências de imprensa, seja nas redes sociais aquilo que constatamos é precisamente esta predominância do "nós" não enquanto palavra sem sentido mas prenhe de significado.

Quando assim acontece, e afirmo-o, felizmente por experiência própria, o sucesso fica bem mais próximo porque, como afirmou Homero, "leve é a tarefa quando muitos dividem o trabalho".

*Psicólogo do desporto

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG