Futebol

Número de títulos de campeão nacional mantém-se

Número de títulos de campeão nacional mantém-se

Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Futebol não optou por nenhum parecer em votação.

Mantém-se tudo igual no número de títulos dos clubes portugueses. Nenhuma das propostas relativas à recontagem dos títulos nacionais foi aprovada na Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Futebol. Em votação estavam três propostas para alterar o número de títulos de campeão nacional e Taça de Portugal e uma que mantinha tudo na mesma, que foi aquela que teve o maior número de votos.

O parecer um, que propunha alterações nos títulos de campeão nacional e Taça de Portugal teve 13 votos; o segundo parecer, relativo a alterações apenas na Taça de Portugal, obteve um voto; o terceiro parecer, apresentado pelo Sporting e que promovia mudanças nos títulos de campeão nacional, acumulou oito votos. No total, dos 62 delegados que participaram na AG, sete abstiveram-se, enquanto 33 votaram no parecer que mantinha tudo na mesma.

Miguel Nogueira Leite, vogal do conselho diretivo do Sporting, referiu que este tema "continua vivo", apesar da decisão. "O que há aqui é uma não decisão, o tema mantém-se vivo e vamos continuar a mantê-lo vivo. O resultado foi uma não subscrição expressiva de nenhum dos pareceres, por isso temos de ver os mecanismos ao nosso dispor e encontrar a melhor solução. O tema tem pernas para andar porque não houve nenhum parecer votado em detrimento de outro", explicou, à saída da AG.

Em discussão estava se os títulos conquistados nas provas que antecederam o atual Campeonato Nacional, que arrancou em 1938/39 deveriam ser contabilizados hoje em dia. Isto porque entre 1921 e 1934 disputou-se o Campeonato de Portugal.

Havia três pareceres que alteravam os números dos títulos conquistados. O primeiro defendia que os vencedores do referido Campeonato de Portugal deveriam ser reconhecidos como campeões nacionais, o que acrescentaria três títulos ao F. C. Porto, dois ao Benfica, dois ao Sporting, três ao Belenenses e estrearia como campeão o Carcavelinhos, Olhanense e Marítimo. Segundo este, o Benfica "receberia" ainda mais uma Taça de Portugal, o mesmo para o F. C. Porto, enquanto o Sporting acumulava mais duas.

No segundo parecer, o Campeonato de Portugal seria encarado como o antecessor da Taça de Portugal. Ora, isto significaria que os títulos de campeão nacional mantinham-se, mas aqueles relativos à prova rainha seria alterado. O F. C. Porto e o Sporting teriam mais quatro Taças de Portugal, e o Benfica e Belenenses mais três. Aos grandes juntam-se o Carcavelinhos, o Olhanense e Marítimo.

PUB

O terceiro parecer, aquele apresentado pelo Sporting, defendia apenas alterações no número de campeonatos. Segundo este, os leões teriam mais quatro títulos, enquanto que F. C. Porto e Belenenses "receberiam" mais três. Benfica e Boavista não sofreriam alterações mas, por sua vez, o Olhanense, Marítimo e Carcavelinhos seriam campeões nacionais.

"A Liga Portugal, bem como todos os delegados à Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Futebol, foi confrontada esta quarta-feira, pelas 12:01 horas, com o parecer do Conselho de Disciplina da FPF no qual levantava reservas quanto à eventual existência de desconformidades legais nos artigos 225.º, 259.º, 261.º e 276.º do Regulamento Disciplinar da Liga Portugal. Da mesma forma, e apesar de ter estado presente nas duas reuniões da Liga onde a questão foi discutida, também a Direção da FPF levantou questões e dúvidas quanto ao artigo 150.º do mesmo Regulamento, cuja discussão e ratificação se encontrava na ordem de trabalhos da Assembleia Geral da FPF, com o ponto a ser suspenso e retomado para discussão e votação numa Assembleia Geral, a realizar-se a 25 de julho. Uma suspensão plenamente justificada para que questões de índole jurídica possam ser avaliadas com a atenção devida. A Liga Portugal entende que todas as diligências clarificadoras são úteis e desejáveis e não deixará de as levar a cabo. Os clubes sempre estiveram, estão, e estarão junto daquela que é a nossa maior equipa, a Seleção Nacional", escreveu a Liga no site oficial.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG