Futebol

Nuno Mendes e Palhinha orgulhosos pela estreia por Portugal

Nuno Mendes e Palhinha orgulhosos pela estreia por Portugal

O defesa Nuno Mendes e o médio João Palhinha falaram, esta quarta-feira, sobre a estreia pela seleção nacional na partida frente ao Azerbaijão, a 48.ª e 49.ª da era Fernando Santos.

"Senti um grande orgulho. É sinal que estou a trabalhar e os colegas no meu clube também estão a trabalhar bem. Foi bom jogar a titular, mas vou continuar a trabalhar para conseguir mais conquistas como esta", começou por dizer o lateral esquerdo, que fez a estreia na seleção logo a titular, reconhecendo alguma ansiedade nos primeiros minutos.

"Estava um bocado ansioso, é normal, porque nunca estive aqui nem na equipa da seleção, mas eles receberam-me bem e deixaram-se à vontade e quando entrei em campo fiz o que sei fazer melhor: jogar à bola e foi isso que aconteceu".

Nuno Mendes não escapou à praxe do costume e salienta que "faz parte". "Receberam-me muito bem e deu para mostrar no jogo que estou muito confiante, eles transmitem-me muita confiança e isso é importante para mim. Sou jovem e eles ajudaram-me ao máximo", acrescentou.

Sobre a vitória de Portugal, o defesa anotou ser "difícil jogar contra equipas que se fecham muito atrás". E finalizou: "Tentámos ao máximo fazer o nosso melhor, podíamos ter feito mais golos, agora é trabalhar para o próximo jogo".

Já Palhinha saltou do banco aos 88 minutos para somar a primeira internacionalização pela seleção nacional. "Estou muito orgulhoso, é mais um objetivo muito importante a alcançar na minha carreira. Um dos objetivos máximos que um jogador pode ter na carreira é representar o seu país e a sua seleção. Ainda para mais esta que tem tanta qualidade e com tantos jogadores que jogam nos melhores clubes do Mundo. É um prazer e um orgulho estar aqui com eles", salientou.

E prosseguiu sobre a análise ao encontro com a seleção azeri: "Não é fácil jogar contra estas equipas que jogam com o bloco muito baixo e têm muitos homens atrás da linha da bola, queríamos fazer mais golos, mas nem sempre é possível. O importante é a vitória. Agora temos de pensar no jogo com a Sérvia e estudar bem o próximo adversário e aproveitar para descansar e recuperar".

PUB

O médio leonino contou que no dia anterior ao jogo foi praxado, no entanto afirma ter sido muito bem recebido pelos mais velhos na seleção. "Receberam-me todos muito bem e tive ontem a oportunidade de agradecer e estou muito feliz", completou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG