Sérgio Conceição

"O golo do Famalicão surge de uma perda de bola que não se pode ter em alta competição"

"O golo do Famalicão surge de uma perda de bola que não se pode ter em alta competição"

O treinador do F. C. Porto considerou que a equipa azul e branca cometeu alguns erros mas que o Famalicão também criou poucas oportunidades.

"Sabíamos que era uma deslocação difícil, como são todas. Entrámos bem no jogo, estávamos a prever um adversário com linha de cinco, porque há sempre essas mudanças contra nós. Sabíamos o que tínhamos de fazer para ferir o adversário e fizemos uma boa primeira parte. Iniciámos a segunda com o jogo controlado sem chegar com muita eficácia ao último terço. Depois, nasceu o canto e um excelente golo do Famalicão. A partir daí, o cansaço e o calor afetaram, mas era para as duas equipas e eu não gosto de me desculpar com essas coisas", começou por dizer Sérgio Conceição.

O Famalicão acabou por chegar ao empate já nos descontos, após uma perda de bola de Zaidu, mas o golo foi anulado por posição irregular. Para o técnico portista, o F. C. Porto acabou por "se meter a jeito" devido a alguns erros.

"O adversário também não conseguiu criar grandes oportunidades, tirando o golo anulado, que surge de uma perda de bola que não se pode ter em alta competição. E metemo-nos a jeito e a este nível, não podemos. Temos de ter outra maturidade no jogo, marcar o terceiro e não sofrer o segundo", concluiu.

O F. C. Porto venceu (2-1), este domingo, no Minho, o Famalicão na segunda jornada da Liga. Toni Martínez bisou e pediu desculpa por faturar diante da ex-equipa. Os minhotos reduziram por Riccieli.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG