Fórmula 1

O Grande Prémio de Portugal e o que há para saber do Mundial 2021

O Grande Prémio de Portugal e o que há para saber do Mundial 2021

Sabe quem é o piloto com mais vitórias em grandes prémios? E quem é o recordista de pole-position? E quantos pilotos portugueses participaram até hoje em Mundiais de Fórmula 1 e aqueles que conseguiram correr (e acabar) o Grande Prémio de Portugal?

Seguem-se as respostas a estas e a outras perguntas, como o número de equipas, de pilotos e de corridas de 2021, agora que o Grande Circo assenta arraiais pelo segundo ano consecutivo no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão. Fique ainda a saber o programa completo da etapa portuguesa, pois, desta sexta-feira a domingo, há mais corridas para além da dos bólides da Fórmula 1.

Equipas e pilotos

PUB

Dez equipas e 20 pilotos participam no Campeonato de 2021. Há pilotos de 13 nacionalidades, a saber: Grã-Bretanha (3), Alemanha (2), Finlândia (2), Canadá (2), Espanha (2), França (2), Países Baixos, México, Austrália, Mónaco, Japão, Itália e Rússia.

Eis a lista de equipas e respetivos pilotos que participam no Mundial de 2021:
Mercedes: Lewis Hamilton (Grã-Bretanha) e Valtteri Bottas (Finlândia)
Red Bull Racing: Max Verstappen (Países Baixos) e Sergio Pérez (México)
McLaren: Lando Norris (Grã-Bretanha) e Daniel Ricciardo (Austrália)
Ferrari: Carlos Sainz (Espanha) e Charles Leclerc (Mónaco)
Alpha Tauri: Pierre Gasly (França) e Yuki Tsunoda (Japão)
Aston Martin: Sebastian Vettel (Alemanha) e Lance Stroll (Canadá)
Alpine: Fernando Alonso (Espanha) e Esteban Ocon (França)
Alfa Romeo Racing: Kimi Raikkonen (Finlândia) e Antonio Giovinazzi (Itália)
Williams: George Russell (Grã-Bretanha) e Nicholas Latifi (Canadá)
Haas F1 Team: Mick Schumacher (Alemanha) e Nikita Mazepin (Rússia)

O calendário de 2021

O Mundial de 2021 tem 23 corridas, mas nem todas estão confirmadas, devido à pandemia da covid-19. A organização acaba de trocar o Grande Prémio do Canadá, previsto para 11 a 13 de junho e que não foi autorizado pelo Governo, pelo agravar da situação de saúde pública provocado pelo novo coronavírus, por uma corrida na Turquia.

1 - GP Bahrain - Vencedor: Lewis Hamilton (Mercedes).
2 - GP Emilia Romagna - Vencedor: Max Verstappen (Red Bull)
3 -GP Portugal - 30 de abril a 2 de maio
4 - GP Espanha - 7 a 9 de maio
5 - GP Mónaco - 20 a 23 de maio
6 - GP Azerbaijão - 4 a 6 de junho
7 - GP Turquia - 11 a 13 de junho (substitui o GP Canadá)
8 - GP França - 25 a 27 de junho
9 - GP Áustria - 2 a 4 de julho
10 - GP Grã-Bretanha - 16 a 18 de julho
11 - GP Hungria - 30 julho a 1 de agosto
12 - GP Bélgica - 27 a 29 de agosto
13 - GP Países Baixos - 3 a 5 de setembro
14 - GP Itália - 10 a 12 de setembro
15 - GP Rússia - 24 a 26 de setembro
16 - GP Singapura - 1 a 3 de outubro
17 - GP Japão - 8 a 10 de outubro
18 - GP Estados Unidos - 22 a 24 de outubro
19 - GP México - 29 a 31 de outubro
20 - GP Brasil - 5 a 7 de novembro
21 - GP Austrália - 19 a 21 de novembro
22 - GP Arábia Saudita - 3 a 5 de dezembro
23 - GP Abu Dhabi - 10 a 12 de dezembro

Hamilton recordista de poles...

O britânico Lewis Hamilton está a uma volta mais rápida de garantir a 100.ª pole position da carreira. O piloto lidera este ranking com 99 primeiros lugares na grelha de partida, à frente do alemão Michael Schumacher, que soma 68 "poles", e do já falecido Ayrton Senna, com 65. A primeira pole position do mítico piloto brasileiro foi precisamente conquistada no Grande Prémio de Portugal, em 1985, no circuito do Estoril.

Além de Hamilton, o pelotão de 2021 integra mais oito pilotos que já sabem o que é partir do primeiro lugar da grelha: Sebastian Vettel (57 vezes), Fernando Alonso (22), Kimi Raikkonen (18), Valtteri Bottas (16), Charles Leclerc (7), Max Verstappen (4), Daniel Ricciardo (3) e Lance Stroll (1).

... e de vitórias em grandes prémios
O regresso da Fórmula 1 a Portugal em 2020, após 24 anos de ausência, ficou marcado por um novo recorde. Com o triunfo no Autódromo Internacional do Algarve, Lewis Hamilton passou a ser o piloto mais vitorioso da história, com 92 grandes prémios, mais um do que o alemão Michael Schumacher.

Lewis Hamilton inscreveu então o seu nome na lista de vencedores do GP de Portugal, prova que em 18 edições - 13 no Estoril, duas no circuito da Boavista e uma em Monsanto e no Algarve - tem como recordistas de triunfos o francês Alan Prost e o britânico Nigel Mansell, ambos com três. O pódio fecha com o britânico Stirling Moss, falecido a 12 de abril de 2020, que ganhou em 1958 (Boavista) e 1959 (Monsanto). Ayrton Senna conseguiu a primeira vitória da carreira em Portugal, em 1985. Da lista de vencedores constam ainda os nomes de Jack Braham, Gerhard Berger, Riccardo Patrese, Michael Schumacher, Damon Hill, David Coulthard e Jacques Villeneuve.

Só dois lusos acabaram o GP Portugal

Nicha Cabral, Pedro Matos Chaves, Pedro Lamy e Tiago Monteiro são os pilotos portugueses que passaram pela Fórmula 1, mas só dois deles participaram na corrida portuguesa e conseguiram terminar. Nicha Cabral foi 10.º em 1959 - abandonou em 1960, devido a acidente - e Lamy foi 16.º em 1996, depois de ter desistido em 1993 e 1994. Se Pedro Matos Chaves falhou a qualificação em 1991, Tiago Monteiro, o único português a subir ao pódio - 3.º no Grande Prémio dos Estados Unidos de 2005 -, quando competiu na F1 (2005 e 2006) já Portugal não integrava o calendário do Mundial.

Quatro campeões mundiais em ação

Além de Lewis Hamilton, que igualou o número de títulos de Michael Schumacher, ao conquistar o sétimo Mundial em 2020, há apenas mais três pilotos a competir esta época que já se sagraram campeões na categoria rainha do automobilismo. Sebastian Vettel, com quatro títulos, o regressado Fernando Alonso (dois) e Kimi Raikkonen (um).

Sem público desta vez

Os organizadores queriam voltar a ter adeptos nas bancadas do Autódromo Internacional do Algarve, só que o agravar da pandemia da covid-19 no início de 2021 e o mau exemplo daqueles que puderam assistir à corrida em novembro do ano passado, frustraram as suas intenções. O Governo português não autorizou a presença de público, à semelhança do que fez com o Grande Prémio de Portugal de MotoGP e as restantes competições nacionais, do futebol às principais modalidades.

Programa tem mais do que a F1
O Autódromo Internacional do Algarve não vai receber apenas a Fórmula 1 entre 30 de abril e 2 de maio. O circuito acolherá mais duas competições, uma internacional, o Euroformula Open, e outra nacional, o Campeonato de Portugal de Velocidade (CPV). A ação em pista começa esta sexta-feira (30 de abril) às 10.30 horas e prolonga-se até à tarde de 2 de maio, com a realização do GP de Portugal, a partir das 15 horas. Tudo para seguir na Eleven Sports, que detém os direitos da F1. Eis o programa completo, entre treinos livres, treinos de qualificação, corridas, conferências de imprensa, exibição aérea e o tocar do hino de Portugal:

Sexta-feira, 30 de abril
CPV: Treinos livres 1 (10:30-10:50)
Fórmula 1: Treinos livres 1 (11:30-12:30)
Euroformula Open: Treinos livres 1 (12:55-13:35)
Fórmula 1: Conferência de imprensa (13:00-14:00)
CPV: Treinos livres 2 (14:00-14:20)
Fórmula 1: Treinos livres 2 (15:00-16:00)
Euroformula Open: Treinos livres 2 (16:25-17:05)
CPV: Qualificação 1 (17:30-17:45)
CPV: Qualificação 2 (17:50-18:05)

Sábado, 1 de maio
Fórmula 1: Treinos pit stop (09:20-09:40)
Euroformula Open: Qualificaço (10:00-10:25)
CPV: Corrida 1 - 20 minutos (10:50-11:15)
Fórmula 1: Treinos livres 3 (12:00-13:00)
Euroformula Open: Corrida 1 - 35 minutos (13:25 - 14:05)
Fórmula 1: Qualificação (15:00-16:00)
Fórmula 1: Conferência de imprensa (16:00-17:00)
Euroformula Open: Corrida 2 - 35 minutos (16:25 - 17:05)
CPV: Corrida 2 - 20 minutos (17:30-17:55)

Domingo, 2 de maio
CPV: Corrida 3 - 35 minutos (11:00-11:50)
Euroformula Open: Corrida 3 - 35 minutos (12:15-12:55)
Fórmula 1: Apresentação dos pilotos (13:10-13:50)
Fórmula 1: Hino Nacional (14:44-14:46)
Exibição aérea: F16 da FAP (14:46-14:48)
Fórmula 1: Corrida - 66 voltas ou duas horas (15:00-17:00)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG