Futebol

O toque de Pedro Martins no Olympiacos: recordes e títulos

O toque de Pedro Martins no Olympiacos: recordes e títulos

Treinador português está à frente do clube grego há mais tempo do que os 12 antecessores... juntos

Leonardo Jardim, Vítor Pereira, Marco Silva e Paulo Bento também o podem testemunhar. Ser treinador no Olympiacos é quase resignar-se a uma passagem curta e efémera (coincidência, ou não, uma palavra de origem grega) pelo banco do maior clube da Grécia. Por exemplo: desses quatro treinadores portugueses, só Marco Silva resistiu mais de meio ano. Entre janeiro de 2015 e junho de 2018, o Olympiacos teve 12 treinadores e cinco deles não aguentaram mais de três meses.

A instabilidade era tão evidente quanto castradora. Até que chegou Pedro Martins para o comando técnico e 40 meses depois por lá continua, a fazer um início de campeonato quase sem reparos e a correr por se tornar apenas no segundo treinador a ser tricampeão no clube, feito que, para já, é exclusivo de Dusan Bajevic.

PUB

Aos 51 anos, o treinador português vai na quarta época à frente do maior símbolo do Pireu, longevidade que contraria a lógica da história do Olympiacos. Tanto assim é que, de acordo com dados disponíveis em vários sites, Pedro Martins é já o treinador com mais jogos do clube (182) e com mais vitórias (122). Derrotas são apenas 26 e só seis delas aconteceram para o campeonato.

O registo do ex-treinador de Marítimo, Rio Ave e V. Guimarães é praticamente imaculado e ganha ainda mais impacto, tendo em conta que na primeira época até deixou fugir o título para o PAOK. Apenas um senão, confirmado nos dois anos seguintes, quando o Olympiacos foi campeão com 18 e 26 pontos de vantagem para o segundo.

Pedro Martins recuperou a hegemonia do futebol grego para o clube e esta época tem tudo para continuar a fazer mais história. Ao fim de 11 jornadas, o Olympiacos lidera a Superliga com mais três pontos do que o rival AEK e ainda não perdeu (a liderança e a invencibilidade estarão à prova na próxima jornada, dia 21, precisamente contra o segundo classificado), algo que só mais sete equipas conseguiram nos 20 principais campeonatos europeus, entre elas F. C. Porto e Sporting.

Com contrato até ao final desta temporada, o futuro de Pedro Martins é incerto e levanta dúvidas, mas do que ninguém pode duvidar é que o técnico português deixará saudade e ficará na história.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG