P. Ferreira - Benfica

Olho do VAR abre caminho à erupção do vulcão suíço

Olho do VAR abre caminho à erupção do vulcão suíço

Águias goleiam na Mata Real e vão numa série inédita de seis vitórias seguidas no campeonato. Seferovic brilha e isola-se no topo da lista dos goleadores

Vinte minutos foram quanto duraram a incerteza e o equilíbrio num duelo que até prometeu ser rasgadinho e disputado, mas que ficou demasiado fácil para o Benfica depois da expulsão de Stephen Eustáquio. Em superioridade numérica desde muito cedo, as águias trataram do assunto ainda na primeira parte e confirmaram a goleada depois do intervalo, com uma senhora exibição de Seferovic. A equipa de Jorge Jesus acumula, assim, seis vitórias seguidas na Liga pela primeira vez esta época, confirma o bom momento e não deixa fugir o F. C. Porto.

Ganhou o Benfica, então, mas com o decisivo contributo de Stephen Eustáquio e Luiz Carlos, dois dos pacenses mais fiáveis esta temporada. Enquanto o primeiro deixou a perna de Weigl sem conserto e viu vermelho direto, depois de o VAR chamar a atenção de Hugo Miguel, o segundo isolou Diogo Gonçalves para o 0-1. Entre os dois lances, 18 minutos que já deixavam no ar o rumo que o jogo acabaria por tomar, com Waldschmidt e Rafa a desperdiçarem boas oportunidades. O Paços de Ferreira já estava de joelhos e nunca mais se levantou depois do primeiro golo, encurralado nas imediações da área e, logicamente, superado em toda a linha. Aproveitaram Rafa e Seferovic, depois de aparecerem isolados na cara de Jordi.

Com Helton Leite a ver tudo de um lugar privilegiado (lá fez uma defesa, fácil, aos 85 minutos), o Benfica não facilitou a vida aos castores na segunda parte, apesar de ter os três pontos garantidos. Jorge Jesus injetou sangue novo bem cedo, refrescou o ataque e com isso deu o sinal de que não era para desmobilizar. Jordi foi gigante entre os postes, mas só conseguiu adiar o avolumar do resultado. Depois de Everton e Grimaldo ameaçarem, foram Seferovic, que ultrapassou Pedro Gonçalves como melhor marcador do campeonato, e Darwin, de volta aos golos dois meses depois, a confirmarem a goleada que estava anunciada desde os 20 minutos.

Veja o resumo do jogo:

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG