Futebol

Orlando Sá termina carreira aos 33 anos

Orlando Sá termina carreira aos 33 anos

O futebolista português Orlando Sá, que já representou a seleção nacional, anunciou esta quarta-feira ter pendurado as chuteiras, após uma carreira de que o levou a jogar em oito países diferentes e a ser goleador no campeonato belga.

"Hoje [quarta-feira], dia 26 de maio de 2021, faço 33 anos. Supostamente, seria um dia feliz, porém, hoje, deixo de fazer aquilo que mais gosto. Foi uma decisão difícil, mas ganhei coragem e decidi terminar a minha carreira como jogador, após ter confirmado uma nova lesão", revelou o avançado, em comunicado enviado à agência Lusa.

O Málaga foi na última época o derradeiro clube do jogador, numa carreira iniciada no Esposende e que incluiu passagens por S. C. Braga, F. C. Porto, Nacional, Fulham, AEL Limassol, Legia Varsóvia, Reading, Maccabi Telavive, Standard de Liège e Henan FC.

Na nota de despedida, o avançado, que se destacou na Bélgica, na primeira passagem pelo Standard Liège, e na Polónia, com o Légia Varsóvia, deixou agradecimentos à família e a todos os que "sempre acreditaram nele".

"O meu enorme obrigado, foi incrível! Tentei sempre corresponder ao máximo e, sobretudo, fazer felizes as pessoas que sempre acreditaram em mim", sublinhou.

Orlando Sá, que chegou a ser chamado por Carlos Queiroz para a seleção portuguesa, em 2009, quando era treinado por Jorge Jesus no S. C. Braga, esteve no jogo particular entre Portugal e Finlândia (1-0), entrando aos 57 minutos para o lugar de Hugo Almeida.

No percurso, o avançado conquistou a Taça de Portugal pelo F. C. Porto, na mesma época em que os dragões venceram a Supertaça, além de vencer o campeonato e a Taça da Polónia, a Taça da Bélgica, a Taça Intertoto, com o S. C. Braga, e duas Taças da Liga, em Israel e no Chipre.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG