Futebol

Otto Glória, Pedroto e Paulo Bento. Os treinadores com mais Taças de Portugal

Otto Glória, Pedroto e Paulo Bento. Os treinadores com mais Taças de Portugal

Com a final da Taça de Portugal a realizar-se esta noite, recordamos os treinadores que mais vezes conquistaram a prova rainha. De lendas como Otto Glória e Pedroto, a técnicos mais recentes como Paulo Bento ou Jesualdo Ferreira.

Otto Glória - Seis conquistas

O brasileiro Otto Glória teve uma ilustre carreira que durou 35 anos. Passou cerca de 17 épocas em Portugal, com grande destaque para a passagem pelo Benfica.

Com os encarnados, o técnico conquistou seis Taças de Portugal, recorde que até hoje ninguém conseguiu quebrar. O brasileiro venceu por cinco vezes a prova rainha pelo Benfica, em 1955, 1957, 1959, 1969 e 1970. A única exceção foi em 1960, quando conquistou o troféu pelo Belenenses.

Otto Glória também conquistou seis campeonatos e uma Taça das Nações Africanas. Treinou a Seleção Nacional em 1983, tendo falecido três anos depois.

José Maria Pedroto

Figura incontornável do futebol português e da região Norte. Pedroto foi jogador do F. C. Porto e continuou a brilhar enquanto treinador, tendo comandado os dragões num total de nove temporadas.

Foi nos azuis e brancos que conquistou a maior parte das suas Taças de Portugal, tendo vencido em 1968, 1977 e 1984. No Boavista conquistou a prova rainha por duas vezes, em 1975 e 1976.

Pedroto conquistou também dois campeonatos e uma Supertaça. Treinuo pela última vez o F. C. Porto em 1984, tendo falecido um ano depois.

Fernando Vaz

O treinador português foi uma figura importante do Sporting e do Vitória de Setúbal, na década de 60 e inícios da década de 70. Foram 31 anos de carreira que trouxeram cinco títulos enquanto treinador principal.

Vaz conquistou três Taças de Portugal. Em 1965 e 1967 venceu a prova rainha ao comando do Vitória de Setúbal e em 1971 venceu pelo Sporting.

Em 1970 conquistou um campeonato com os leões e já em 1973 venceu a II Liga com a Académica de Coimbra.

Cândido de Oliveira

Cândido de Oliveira foi uma das figuras mais marcantes do futebol português no século XX. Jogador, treinador e jornalista, foi selecionador nacional num total de 16 anos. Teve passagens bem-sucedidas pelo Sporting e chegou a orientar o Flamengo, no Brasil.

Foi ao serviço do Sporting que conquistou a prova rainha, em 1946 e 1948, e que também venceu dois campeonatos, em 1948 e 1949.

Nem no momento da sua morte Cândido de Oliveira se desligou do futebol. Foi enviado especial do jornal A Bola para cobrir o Mundial de 1958, aquele em que Pelé se estreia pelo Brasil, marca seis golos e leva o seu país à conquista do primeiro campeonato do mundo com apenas 17 anos. Cândido de Oliveira sofreu uma pneumonia enquanto estava na Suécia, mas concentrado no trabalho não prestou a devida atenção à sua saúde e acabou por falecer com 61 anos.

Paulo Bento, Jesualdo Ferreira e Rui Vitória

Mais recentemente temos as conquistas de três treinadores que venceram a prova rainha pelos três grandes. Paulo Bento foi bicampeão em 2007 e 2008 ao serviço do Sporting, que na altura contava com Liedson e Derlei.

Jesualdo Ferreira também foi bicampeão da Taça de Portugal, tendo conquistado o troféu em 2009 e 2010 ao comando do F. C. Porto de Lucho González e Lisandro López.

Rui Vitória conquistou duas Taças de Portugal em dois clubes diferentes. A primeira foi em 2013 ao serviço do Vitória de Guimarães. O técnico venceu aquele que viria a ser o seu próximo clube por 2-1 no Jamor. Já em 2017 o treinador volta a repetir o feito ao comando do Benfica.

Outras Notícias