Desporto

Paços de Ferreira goleia Lourinhanense na Taça de Portugal

Paços de Ferreira goleia Lourinhanense na Taça de Portugal

O Paços de Ferreira confirmou este domingo o favoritismo e goleou o Lourinhanense por 6-0 nos oitavos de final da Taça de Portugal em futebol, no Estádio Municipal da Lourinhã.

Sem facilitar o jogo ao clube da III Divisão Nacional, o Paços de Ferreira entrou logo a ganhar aos 07 minutos, chegando ao intervalo em clara vantagem por 3-0, com dois golos de Vítor (07 e 25) e outro de Josué (23).

Se, na primeira parte, a equipa da casa conseguiu surpreender a baliza do adversário, na segunda parte mostrou-se mais fragilizada, conseguindo chegar em apenas três ou quatro lances à área do Paços de Ferreira.

A desvantagem numérica desde os 23 minutos, após a expulsão de Diogo Bento, o Lourinhanense perdeu mais um jogador na segunda parte, aos 68, quando o habitual guarda-redes suplente Sérgio Nobre recebeu ordem de expulsão por acumulação de amarelos.

" medida que ia acumulando mais faltas, o Lourinhanense foi permitindo mais golos ao Paços de Ferreira, acabando por sofrer mais três, apontados por Arturo Alvarez (54), Cícero (58) e Luís Carlos (65), ainda com Sérgio Nobre na baliza.

As críticas à arbitragem por parte dos anfitriões foram aumentando à medida que o jogo foi decorrendo, sendo notórias ao intervalo, devido a um coro de assobios dos adeptos contra a equipa de arbitragem, chefiada por Jorge Ferreira.

No final do encontro, o treinador do Paços de Ferreira, Paulo Fonseca disse que foi uma "vitória fácil", mas reconheceu as "dificuldades no jogo perante um adversário que eliminou o Feirense".

PUB

O técnico admitiu que gostava de chegar à final e defrontar o Benfica ou o Braga, apesar de admitir que a equipa está mais concentrada no campeonato nacional da I Liga.

Ao contrário de Paulo Fonseca, o treinador do Lourinhanense, Luís Brás, disse estar insatisfeito pela diferença no marcador, justificada pelo facto de jogar com menos um jogador e pela "dualidade de critérios" por parte do árbitro, sobretudo na marcação das duas grandes penalidades.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG