O Jogo ao Vivo

Tondela

Pako Ayestarán: "O luto vai durar 24 horas"

Pako Ayestarán: "O luto vai durar 24 horas"

No rescaldo da derrota diante do F. C. Porto, o treinador do Tondela admitiu que a expulsão condicionou a estratégia dos beirões mas salientou que a equipa auriverde "não esteve mal".

"Se com 11 não é fácil jogar contra uma equipa como o F. C. Porto, com dez é ainda mais complicado. Entrámos muito bem. Não queríamos que acontecesse o que aconteceu no ano passado: nos primeiros 15 minutos o F. C. Porto não nos deixou sair do nosso meio-campo. A ideia era fazermos o que eles nos fizeram. E não estivemos mal nesse aspeto no início do jogo. Conseguimos marcar na sequência de um livre lateral. Depois da expulsão, mudou tudo. Já tínhamos cometido um erro no primeiro golo do F. C. Porto. Eles são muito fortes na pressão alta que fazem", começou por dizer Pako Ayestarán, explicando ainda as substituições.

"Com o golo e com a expulsão, jogámos em 4-4-1. Era difícil chegar à frente, o jogo poderia acabar 2-1, mas a probabilidade era que ficasse 3-1 ou 4-1. E em determinado momento pensei em jogar com dois avançados para ver se poderíamos ter algo mais do jogo. Mas, quando decidi mudar, surgiu o terceiro golo do F. C. Porto. Não foi fácil para quem entrou. A equipa sempre teve intensidade, compromisso, solidariedade. Este é o caminho. É um caminho longo Vamos preparar bem o próximo jogo. O luto vai durar 24 horas e amanhã voltámos com um sorriso para trabalhar", concluiu.

PUB

O F. C. Porto venceu (3-1), este sábado, o Tondela, no Estádio João Cardoso, em jogo da nona jornada da Liga. Taremi marcou os três golos dos azuis e brancos e os beirões ficaram reduzidos a dez jogadores ainda na primeira parte. Com este resultado, o clube azul e branco assumiu a liderança do campeonato e o Tondela interrompeu uma série de duas vitórias consecutivas e mantém-se com nove pontos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG