Futebol

Panteras e açorianos provaram inexistência de salários em atraso

Panteras e açorianos provaram inexistência de salários em atraso

O Boavista e o Santa Clara cumpriram a obrigação de demonstrar a inexistência de dívidas salariais a jogadores e treinadores, entre setembro e novembro, avançou esta quarta-feira a Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

"Os clubes passaram a ter a sua situação regularizada, o que faz com que todos os emblemas da Liga Portugal tenham demonstrado o rigoroso cumprimento das suas obrigações salariais dentro dos prazos regulamentados", informou o organismo em comunicado.

A 21 de dezembro de 2021, a Liga de clubes anunciou que Boavista, Santa Clara e Académica, da Liga Portugal 2, ainda não tinham comprovado a inexistência de dívidas entre setembro e novembro, concedendo aos clubes 15 dias para regularizarem a situação.

O organismo confirmou na terça-feira o cumprimento do controlo salarial por parte da "briosa".

Após 16 jornadas concluídas, o Boavista é 11.º colocado do campeonato, com 16 pontos, mais três do que o Santa Clara, que está na 15.ª posição, a última de salvação direta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG