Ténis

Patrocinadores ponderam retirar apoios a Djokovic

Patrocinadores ponderam retirar apoios a Djokovic

A Lacoste foi a primeira marca a colocar em causa a ligação com o tenista sérvio depois da polémica na Austrália. "Vamos falar com o Novak e rever todos os acontecimentos".

A deportação da Austrália e a ausência do Open da Austrália devido a mentiras relacionadas com a covid-19 e à falta de vacinação pode ter mais consequências na vida de Novak Djokovic, para além das meramente desportivas.

O tenista sérvio tem contratos milionários assinados com várias marcas, como a Lacoste, a Peugeot, a Hublot e a Asics, que, tendo em conta os últimos acontecimentos, podem ponderar se mantêm ou não a ligação.

A primeira a ter dúvidas é a Lacoste, que emitiu um comunicado esta segunda-feira para explicar isso mesmo. "O quanto antes, vamos falar com Novak Djokovic para entender os acontecimentos que se desenrolaram durante a sua presença na Austrália", referiu a marca francesa, em comunicado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG