O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Paulinho: Uma máquina de golos e trabalho

Paulinho: Uma máquina de golos e trabalho

Reforço mais caro do Sporting cresceu no Santa Maria e era portista ferrenho. Bis valeu mariscada.

Esta é a história de um menino que aprendeu a jogar a bola no clube à beira de casa e que, mais tarde, incendiou o mercado de transferências, ao tornar-se a contratação mais cara da história do Sporting (16 milhões). Paulinho, 28 anos, ex-Braga, foi o protagonista do grande negócio no mercado de inverno e é o número 9 que Rúben Amorim quase que implorou ao Sporting.

Quem o conhece diz que Paulinho tem uma história inspiradora. A aventura de João Paulo Dias Fernandes, nome que consta no bilhete de identidade, começa no Santa Maria, de Barcelos, onde percorreu os escalões de formação até se estrear pela equipa sénior, na extinta 3.ª divisão, ainda com idade júnior. "É um prazer falar do Paulinho, grande miúdo, enorme coração. Apanho-o desde os iniciados aos seniores, estivemos juntos quatro ou cinco épocas. É daqueles casos que se percebia que não havia plano B. Só pensava no futebol e fazia dois a três treinos, por dia, porque vivia a um minuto do campo e estava sempre no estádio. Treinava com os iniciados e depois ia treinar com os juvenis e juniores", conta ao JN Nuno Sousa, ex-treinador do Santa Maria, atualmente a viver em Manhattan, Nova Iorque, onde gere o restaurante e cervejaria "O Leitão".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG