O Jogo ao Vivo

Desporto

Paulo Bento: "Viemos para ganhar"

Paulo Bento: "Viemos para ganhar"

O selecionador nacional defende que o jogo de sexta-feira com a Rússia "não é decisivo" nas contas do Grupo F de apuramento para o Mundial de 2014 e destaca que Portugal vai ter de saber sofrer em Moscovo.

"É um jogo importante, mas não é decisivo e, mesmo com pouco tempo para preparar a estratégia, viemos para ganhar", afirmou, esta quinta-feira, Paulo Bento na antevisão do duelo com a seleção russa, que vai criar bem mais dificuldades à equipa das quinas do que o Luxemburgo e o Azerbaijão.

"Este é um encontro que nos vai fazer passar mais vezes pelos quatro momentos do jogo do que os outros. Com o Luxemburgo e o Azerbaijão praticamente só fizemos organização ofensiva e transição defensiva", lembrou Paulo Bento.

"Este jogo não vai ser assim, não porque queremos isso, mas porque a Rússia não nos vai permitir fazê-lo. Vai haver momentos em que vai dominar, não porque nós deixaremos, mas porque tem qualidade e porque tem os mesmos objetivos que a nossa seleção", acrescentou o selecionador.

Paulo Bento afirmou, ainda, que vai votar em Cristiano Ronaldo para melhor do Mundo, embora preferisse não ter de o fazer: "Por que é que são os treinadores a decidir quem é o melhor jogador do mundo? Isso não faz parte do meu trabalho. Mas como tenho de o fazer, o meu melhor será Ronaldo".

O treinador português comentou o facto de CR7 chegar às 100 internacionalizações, caso jogue com a Rússia e, na próxima terça-feira, com a Irlanda Norte: "Não são muitos os jogadores que o conseguem, é um número bonito e que todos gostariam de ter. É mais um feito de um jogador de grande talento e que esperamos que possa cumprir essas internacionalizações e muitas mais".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG