Futebol

Pedro Proença: "É fundamental que os campeonatos terminem"

Pedro Proença: "É fundamental que os campeonatos terminem"

O presidente da Liga acredita que o campeonato ficará concluído até 30 de junho e admite a possibilidade de jogos à porta fechada ou até "um torneio que pudesse condensar as competições".

No meio de tanta incerteza, Pedro Proença manifestou esta terça-feira o desejo de que o que falta jogar do campeonato seja retomado e concluído até 30 junho, o último dia oficial da presente temporada.

"Estamos todos na expectativa de passar esta fase negra, que vai ter consequências para tudo e todos. Sabemos que estamos dependentes de instâncias governamentais, também as instâncias internacionais, mas os clubes estão imbuídos do espírito de que as competições devem regressar e temos três meses para uma retoma com a época a terminar a 30 de junho", declarou o presidente da Liga, em entrevista à TSF.

"Todos já percebemos, pela pirâmide das competições, que é fundamental que as ligas terminem, porque isso permite dar alguma normalidade e preparar a próxima época sabendo quem tem acesso a competições internacionais, o campeão, quem é despromovido. Não podemos colocar em causa esta época e as vindouras. Acreditamos que vai ser possível jogar ainda nesta temporada", acrescentou.

Neste sentido, Pedro Proença admite a possibilidade de os jogos que faltam serem disputados à porta fechada.

"Todos os cenários estão equacionados. A porta fechada foi o primeiro cenário, antes da suspensão, sendo que o principal objetivo é terminar a época. Podemos também ter um torneio que pudesse condensar as competições. Depende do tempo que tivermos para terminar sem mexer com a próxima temporada", explicou.