I Liga

Penálti de Jiménez dá vitória ao Benfica no Estoril

Penálti de Jiménez dá vitória ao Benfica no Estoril

As águias venceram no Estádio António Coimbra da Mota e voltam a ter quatro pontos de vantagem sobre o F. C. Porto.

Depois do triunfo fácil sobre o Real Massamá, na Taça de Portugal, Rui Vitória voltou a apostar no onze base do Benfica e dominou o encontro, mas sofreu alguns sustos para garantir os três pontos, num jogo que marcou o regresso de Jonas à competição quase quatro meses depois.

Logo aos sete minutos, um erro de Diakité ofereceu ao Benfica o primeiro lance de perigo, mas Rafa e Gonçalo Guedes atrapalharam-se, com o último a rematar enrolado e ao lado. As águias voltaram a tentar pouco depois, com um remate de trivela de Raúl Jiménez, que Moreira desviou e, na sequência do canto, Luisão, totalmente sozinho, cabeceou por cima.

O domínio benfiquista era óbvio, mas à passagem da meia hora, o Estoril esteve muito perto do golo. Eduardo bateu um livre na direita e Bruno Gomes apareceu a cabecear ao poste da baliza de Moreira. O avançado estava, porém, em fora de jogo não assinalado pela equipa de arbitragem.

Já na segunda parte, novo lance polémico. Aos 60 minutos, Cervi entrou na área e Ailton, em carrinho, tocou a bola com a mão, ficando a dúvida se o defesa estorilista teve intenção. Bruno Paixão assinalou grande penalidade que Raúl Jiménez transformou no 0-1.

O Estoril demorou algum tempo a reagir, mas teve uma chance de ouro para empatar, quando Matheus Índio surgiu na cara de Ederson, mas o brasileiro permitiu a defesa do compatriota. A equipa da casa acreditava e Alisson obrigou Ederson a nova defesa atenta.

Apesar dos sustos, os adeptos do Benfica tiveram novo motivo de festa à entrada dos últimos 10 minutos, já que Jonas voltou à competição, depois de uma lesão que o afastou dos relvados durante quatro meses.