Futebol

Pepa elogia Sporting mas quer V. Guimarães a lutar pelo triunfo

Pepa elogia Sporting mas quer V. Guimarães a lutar pelo triunfo

O treinador deixou muitos elogios ao campeão nacional, Sporting, mas frisou que o V. Guimarães quer vencer os leões.

"Vamos encontrar uma grande equipa, campeã nacional com todo o mérito, este ano com uma ou outra nuance, reforçou-se bem, com o 'nosso' Marcus Edwards, que é fantástico e que também dispensa apresentações, e com o Slimani, que veio ajudar muito. O Sporting ficou fortíssimo, mas nós estamos no nosso melhor momento e queremos dar sequência a isso", disse o treinador, na antevisão da partida.

Pepa destacou que "o Sporting tem uma variabilidade muito grande de opções, o Rúben Amorim tem feito um trabalho a todos os níveis fantástico e as nuances que introduziu deram ainda mais qualidade ao Sporting".

"É uma equipa que tanto consegue construir curto, como se viu nos golos diante de um adversário fortíssimo, o F. C. Porto, no Dragão, como não tem problemas em esticar o jogo 40 ou 50 metros, e tem também um bom jogo interior. É fácil de identificar tantas coisas positivas, mas que são difíceis de anular. Mas sentimos que estamos em condições de o fazer e de pôr em prática o nosso jogo, que passa por termos bola, porque eles não gostam de não ter bola, e sermos competentes com ela", disse, apelando ao "inferno branco na bancada" para ajudar a vencer os leões.

O V. Guimarães vem de dois triunfos seguidos (2-1 ao Famalicão e 1-0 ao Marítimo, na Madeira), tal como o Sporting (2-0 a Arouca e ao Moreirense), e o treinador considera que a equipa está no seu melhor momento.

"Não podemos embandeirar em arco. Fiquei satisfeito com o caráter da equipa depois de três derrotas seguidas. Tivemos uma volta olímpica com o Braga [vitória por 2-1] e foi o que foi com o Arouca [derrota em casa por 3-1]. O futebol é fértil nisto, temos que dar continuidade, ter estabilidade exibicional. Temos condições para ganhar ao Sporting, mas temos que estar no melhor em termos exibicionais", disse.

O treinador considerou que, depois do jogo com o Benfica, em que o Vitória perdeu por 3-0, "a equipa encontrou-se com ela própria".

PUB

"Até disse que ficámos em paz connosco, e isso tem-se refletido nos resultados e exibições. Deixou de haver essa desconfiança de se saber se vai ser o melhor Vitória ou a equipa que não fazia grandes exibições", disse.

A oito jornadas do fim, o Vitória de Guimarães é sexto classificado e está a nove pontos do quinto, o Gil Vicente, sendo que fará cinco jogos em casa.

"O Gil Vicente está a fazer uma época tremenda, de sonho, mas o Vitória só tem de olhar para dentro e fazer o seu caminho. Nove pontos de diferença é um bocado, mas é preciso ir jogo a jogo e fazer depois as contas no fim. Temos é que olhar para nós", disse.

O técnico apresentou diante do Marítimo o mesmo onze que alinhou com o Benfica e o Famalicão, facto que relevou porque "dá estabilidade e rotinas", tendo ainda destacado ter ficado a zero diante dos insulares.

"Mentalmente é importante não sofrer golos, [mas] se estivermos obcecados com isso, parece que é pior. Não permitimos muitas oportunidades ao Famalicão e ao Marítimo, em jogos que estivemos ligados e fortes desde trás. É isso que faz com que a equipa não sofra golos", disse.

O Vitória de Guimarães e Sporting defrontam-se a partir das 20.30 horas de sábado, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, em jogo que será arbitrado por Fábio Veríssimo, da associação de Leiria.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG